Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / Lembrança

Luciano Huck relembra acidente aéreo que sofreu com a família: ''Não tem como explicar''

Ao falar com um especialista, Luciano Huck lembrou do acidente aéreo que sofreu com a família em 2015

CARAS Digital Publicado em 07/11/2021, às 21h06 - Atualizado em 08/11/2021, às 08h36

Luciano Huck relembra acidente aéreo que sofreu em 2015 - Reprodução/TV Globo
Luciano Huck relembra acidente aéreo que sofreu em 2015 - Reprodução/TV Globo

Neste domingo, 7, Luciano Huck (50) convidou um especialista para falar sobre o acidente aéreo que acabou tirando a vida de Marília Mendonça(1995 - 2021). Após analisarem o local do acidente e falar do que pode ter acontecido com a aeronave de Marília, Huck se lembrou de um momento parecido que viveu. 

Em 2015, ele e sua família sofreram um acidente de avião que teve um grande impacto em suia vida: "Eu não consegui não olhar para  o acidente e lembrar de coisas pessoais. Eu acho que quando você sofre um acidente aéreo, é que nem explicar como é ser pai, só sendo, não tem como explicar."

Ele seguiu lembrando como foi o acidente: "O que eu posso dizer é que é uma energia tão violenta ter aquele negocio enorme de lata tocando ao solo com velocidade... É um barulho tão ensurdecedor, é tão forte."

"A gente ouviu um silêncio antes de tocar o solo, mas a gente teve 300 metros, porque o piloto sabia que a gente tinha perdido o motor e achou um pasto e foi para lá preparado para aquele impacto. Ai a gente teve 300, 400, 500 metros e foi batendo, batendo, batendo, aquela energia foi dissipando até a gente parar, aquela cabine cheia de fumaça e cheia de terra.", continuou ele. 

Em seguida, ele deu a sua opinião sobre o que ocorreu na sexta-feira, 5: "Vendo as imagens e vendo o fio tão perto deve ter sido uma energia muito desproporcional, ele não teve tempo para se preparar. Se foi o impacto do fio que derrubou ele, pode ter sido, aquela energia estava muito concentrada e  ninguém estava esperando."

Por fim, Huck elogiou os pilotos de todo o Brasil e que logo teremos mais explicações sobre o caso: "Eu queria registrar aqui o meu respeito, o meu apoio a comunidade astronáutica, aos pilotos como um todo. Ninguém jamais vai julgar o procedimento, o que aconteceu. Só quem vai saber de fato são o Tarcísio e o Geraldo. De fato quem vai poder responder essas perguntas vai ser o Cenipa em algum tempo"