Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS
TV / Luto!

Luciano Camargo aponta importância de Tarcísio Meira nas novelas e exalta talento do ator

Luciano Camargo exalta importância e talento de Tarcísio Meira em texto sensível

CARAS Digital Publicado em 12/08/2021, às 16h18 - Atualizado às 16h21

Luciano Camargo exalta talento de Tarcísio Meira - Foto/Instagram
Luciano Camargo exalta talento de Tarcísio Meira - Foto/Instagram

Dia de muita dor e tristeza para a cultura brasileira.

Nesta quinta-feira, 12, Tarcísio Meira morreu, aos 85 anos, vítima de complicações da covid-19. A morte de um dos maiores nomes brasileiros comoveu o mundo artístico em luto.

Para unir uma despedida e relembrara a importância do ator para a dramaturgia brasileira, inúmeros artistas usaram as redes sociais para manifestar o pesar e exaltar as qualidades do ator. 

Luciano Camargo (48) também se uniu a corrente de declarações e através de um texto sensível, o cantor apontou a importância de Tarcísio Meira nas novelas e exaltou o talento do ator que marcou o Brasil através das histórias e atuação.

Luciano Camargo exalta talento de Tarcísio Meira:

"Eu sou apaixonado por novelas desde que a TV era um objeto de luxo e eu me debruçava para assistir na casa dos vizinhos. Os personagens entram na vida da gente e marcam... Durante 8 meses, ou mais ou menos, eles fazem parte da nossa família, viram pessoas que a gente ama, torcemos, às vezes temos raiva, ficamos bravos, tudo mexe com a nossa emoção. O ator é o instrumento da arte que toca a alma, que nos entretem porque dá vida a tantas vidas. E quando a vida de um ator se esvai, a sua essência fica na nossa memória, com cada interpretação que ele pulsou e se entregou em sentimentos.", apontou o cantor ao iniciar o texto para o ator.

"Hoje, nos despedimos do Tarcisio. Quantas e quantas vezes eu dei risada com ele na novela "Guerra dos sexos", Em "Grande Sertão: Veredas", em que ele fazia o papel do vilão Hermógenes. Inesquecível o seu final trágico ao lado da Diadorim (Bruna Lombardi), aquela cena muito forte em que ela fica nas costas dele o apunhalando. Tarcísio entrou na minha casa como vampiro, como coronel em o tempo e o vento, como escritor “Euclydes da Cunha” como detetive no "Araponga", como "Irmão Coragem"... Nosso eterno irmão coragem… Lembro com muita saudade da primeira vez que cheguei perto dele. Eu estava no camarim da Globo, quando me falaram que o Silvio de Abreu estava no camarim ao lado. Eu fui dar um abraço no Sílvio, só que não me avisaram que Tarcísio e Glória estavam ali também… Nem percebi quando corri e dei um abraço tão forte q ele mesmo daquele tamanho sentiu a força. Depois, dei um beijo na glória e comecei a falar sobre todos os personagens deles que marcaram a minha vida de noveleiro… Ele ficou admirado e me respondia com aquele sorriso marcante que encantava todos nós brasileiros", declarou o sertanejo.

"Como milhões de brasileiros, estou arrasado, mas grato por ter te conhecido e ter desfrutado do seu talento através da vida de tantos personagens que vão eternizar a sua existência. Deus te guarde! Meus sentimentos a Glória e família!", concluiu.