CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
TV / VIDA PROFISSIONAL

Larissa Manoela recusa papel em novela da Globo. Saiba o motivo

A atriz Larissa Manoela disse "não"  à Globo mais uma vez e recusou o papel de vilã em Tutti Frutti, próxima novela das seis

Larissa Manoela - Foto: Reprodução/Instagram
Larissa Manoela - Foto: Reprodução/Instagram

A atriz Larissa Manoela disse "não"  à Globo mais uma vez. Sem contrato com a emissora desde o ano passado, quando optou por não renovar a parceria, a atriz recusou o papel de vilã em Tutti Frutti, próxima novela das seis. O motivo? Ela disse que já está comprometida com um filme da Netflix e, por isso precisou negar o convite de Alessandra Poggi, a mesma autora que lhe deu o papel principal em Além da Ilusão (2022).

A informação é da colunista Carla Bittencourt, do Notícias da TV. Larissa Manoela já havia recusado a Globo antes de Tutti Frutti. A atriz foi anteriormente convidada para ser a protagonista da série Espécie Invasora, escrita por Rosane Svartman e Claudia Sardinha, e também para um dos papéis principais de Terra e Paixão (2023).

A atriz manteve contratos simultâneos com a Globo e a Netflix, mas sua agenda de compromissos com ambas as empresas foi prejudicada pela pandemia. Além da Ilusão foi adiada por quase dois anos, o que afetou o cronograma dos projetos que Larissa precisava entregar para a plataforma de streaming.

Além disso, a esposa de André Luiz Frambach  já indicava que, após o término dos dois contratos, não desejava se vincular exclusivamente a nenhuma empresa, buscando a liberdade de escolher seus próprios projetos. Essa foi a primeira decisão de Larissa como responsável por sua própria carreira; anteriormente, as decisões eram tomadas em conjunto com sua mãe, Silvana Santos.

Novela de época

A nova novela de época de Alessandra Poggi deve estrear em novembro e ocupará o lugar de No Rancho Fundo na faixa das seis. A história se passa em Copacabana, bairro da Zona Sul do Rio, durante os anos 1950. Haverá gravações também em Petrópolis, na Região Serrana do estado. Esta é a segunda produção dela como autora principal. A primeira foi Além da Ilusão. Em 2017, ela escreveu Os Dias Eram Assim com Ângela Chaves para o horário das 23h.