Júnior Cigano, do MMA, fala sobre liderança em participação na Dança dos Famosos

Lutador de MMA, Júnior Cigano, fala sobre liderança em Dança dos Famosos

CARAS Digital Publicado segunda 2 setembro, 2019

Lutador de MMA, Júnior Cigano, fala sobre liderança em Dança dos Famosos
Júnior Cigano - Reprodução/Instagram

Com 1,93 metros e 114 quilos, o lutador da categoria peso pesado de MMA, Júnior Cigano, arrasou em estreia no quadro Dança dos Famosos, do Domingão do Faustão.

Em entrevista exclusiva para a CARAS Digital, Cigano disse ter ficado surpreso com o resultado do programa. “Nem eu sabia que sabia dançar”, falou. Seus amigos e colegas de treino ao mesmo tempo que o apoiaram, fizeram brincadeiras falando que ele iria ser um fiasco, e ele concordou. Júnior admitiu que Ana Paula Guedes, a bailarina que dançou com ele, foi um guia para a conquista. 

Por mais que só quisesse que as pessoas se divertissem, o lutador disse ter ficado tão nervoso quanto se sentiu em sua primeira luta do UFC. As pessoas estavam muito curiosas sobre como seria a performance de um lutador “másculo” dançando e todos ficaram de queixo caído. Ao ser perguntado se o “mundo machista na luta” estaria ligado a essa curiosidade, Júnior falou que apenas pessoas ignorantes dão atenção a esse tipo de preconceito.

“As pessoas não passam de opiniões, eu nem sabia que sabia dançar e tirei a melhor nota”, falou. 

Cigano disse ter medo de todos os ritmos musicais e não ter facilidade com nenhum deles, mas que conforme for acontecendo, ele vai se soltar. Na próxima etapa do programa, o lutador terá que dançar forró e diz não saber nada sobre! Ele especula que o ritmo mais difícil de se dançar seja o Funk, porque é um ritmo que se dança sozinho. 

Na juventude, Júnior, que não passava do “se divertir” em discotecas com passinhos, admite a falta de habilidade para a dança. Mas, ao ser perguntado sobre sua dedicação respondeu: “Eu me desenvolvo bem, qualquer coisa que você for me ensinar, eu vou aprender”

Cigano não parou os treinos para ensaiar para o Dança, ele passou a misturar os dois treinos. Luta de manhã e dança no final da tarde. “Eu não paro de treinar”, disse o lutador que, algumas vezes, machucou sua parceira sem querer. “Tudo que eu faço na luta e no meu dia-a-dia é um pouco mais forte, mais agressivo”, admitiu.

Último acesso: 21 Oct 2021 - 22:22:43 (327670).

Leia também

TV CARAS