Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / Tá rolando!

Juliana Paiva e Nicolas Prattes assumem romance e são flagrados aos beijos pela primeira vez

Casal fez o clima esquentar durante o show dos Tribalistas, neste domingo, 5

CARAS Digital Publicado em 06/08/2018, às 07h33 - Atualizado às 08h32

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Juliana Paiva e Nicolas Prattes são flagrados aos beijos - Agnews
Juliana Paiva e Nicolas Prattes são flagrados aos beijos - Agnews

Juliana Paiva e Nicolas Prattes marcaram presença na noite deste domingo, 5, no show dos Tribalistas, realizado no Marina da Glória, Rio de Janeiro. 

Apesar de não assumirem o namoro publicamente, os atores foram flagrados pelos paparazzi aos beijos na pista, no maior clima de pegação.

Vale lembrar que os dois interpretam o casal protagonista da nova novela das 19h da Globo, O Tempo Não Para. Na trama de Mario Teixeira, Juliana dá vida à personagem Marocas, uma moça do século XIX que fica congelada com a família em um barco durante 132 anos. Já Nicolas é Samuca, o empresário bem-sucedido que resgata a moça após o descongelamento do bloco de gelo e, daí, nasce uma paixão.

Na festa de lançamento do folhetim, os dois já haviam levantaram suspeitas de um possível relacionamento ao serem fotografados indo embora no mesmo carro.

'O TEMPO NÃO PARA' DÁ NOVAS VOZES A CLÁSSICOS EM TRILHA SONORA

O Tempo Não Para mal começou e já está chamando atenção em diversos aspectos. Um deles é sua maravilhosa trilha sonora!

A novela criou, como diria Nando Reis em A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana, o melhor disco dos últimos anos de sucessos do passado. Falando no cantor, um dos destaques da trilha é dele e Marcella Fogaza. A dupla entoa de maneira nova a canção Baby, Eu Queria, de 2009.

Outra melodia notória é a música tema: Eu Nasci Há 10 mil Anos Atrás, que “nasceu” há 42 anos na voz de Raul Seixas, entrou rapidamente para os clássicos brasileiros e foi a escolhida para servir como abertura para a trama, em uma versão cantada por Ivete Sangalo.

Além dessas, há a clássica Desde Que o Samba É Samba, de Caetano Veloso, Se Você Pensa, na voz de Simone Mazzer, Me Sinto Ótima, de Mallu Magalhães, e Impossível Acreditar Que Perdi Você, originalmente interpretada por Márcio Greyck e Cobel, em 1970.