Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Julia Faria festeja sucesso na web e TV

Atuação em Haja Coração soma elogios

por Ana Ligia Sampaio Publicado em 02/11/2016, às 11h48 - Atualizado em 07/11/2016, às 09h59

No Castelo de CARAS, a 40 minutos da Big Apple, a paulistana declara amor à metrópole que visitou pela primeira vez aos 16 anos - MARTIN GURFEIN
No Castelo de CARAS, a 40 minutos da Big Apple, a paulistana declara amor à metrópole que visitou pela primeira vez aos 16 anos - MARTIN GURFEIN

Preparar listas com descoladas dicas de viagens é um dos grandes prazeres da atriz e blogueira Julia Faria (30), que não pensa duas vezes em eleger sua cidade preferida fora do Brasil. “Meu oxigênio vem de New York, não passo mais do que um ano sem vir para cá. A primeira viagem, eu tinha 16 anos e foi pisar aqui para descobrir que este é o meu lugar no mundo, segunda casa”, diz ela, no Castelo de CARAS, a 40 minutos da Big Apple.

Julia admite não saber quantas vezes visitou a cidade, mas tem na ponta da língua alguns números bem expressivos: ela soma mais de 160 mil seguidores no Twitter, 649 mil no Instagram e outros 150 mil no Snapchat. Curiosamente, a loira também interpreta uma blogueira na novela das 7, Haja Coração. “A Estelinha é uma viciada em Snapchat, uma ferramenta que é muito presente na minha vida. Então, tive de zerar todos os meus ‘vícios’, como a forma de falar, segurar ou olhar para a câmera do celular, para construir uma coisa nova para ela”, conta a atriz, que também fez participações em Passione (2010) e Malhação (2015).

Quais são dois lugares obrigatórios para visitar em NY?
Só dois? Ah, você está pedindo para uma mãe dizer qual filho ela prefere! (risos) O Central Park tem de ir, no outono e no inverno ele parece cenográfico de tão lindo. Outra dica é passear na área da Brooklyn Bridge, do lado do Brooklyn, e no fim do dia ver o pôr do sol com o skyline de Manhattan.

As pessoas amam suas dicas nas redes sociais. E você, pede dicas para quem?
Antes de qualquer viagem, vejo se tenho algum amigo que já morou no lugar e peço para ele me indicar mais dois amigos que sejam de lá. Pergunto sobre restaurantes, onde hospedar e o que fazer, pesquiso bastante e depois cruzo as informações. Mas também gosto de me perder no caminho. Digo que se alguma coisa fizer seus olhos brilharem, não tenha medo de fazer a curva e mudar os planos.

Você sempre gostou de tecnologia?
Sim e fui a primeira das amigas a ter tudo. Eu fiz o Twitter da Fê Paes Leme, fiz o Snap da Fê Souza. Eu descubro, me vicio na coisa e, como sozinha não tem muita graça, eu começo a encher o saco das minhas amigas para elas terem também. (risos)

O que você barra de qualquer jeito no seu closet?
É muito arriscado dizer que não usaria tal coisa, porque daqui um ano pode ser que eu esteja usando justamente aquilo (risos). Eu era contra bota branca e hoje tenho uma que comprei aqui e uso horrores. A graça da moda é ser imprevisível, maluca, sem regras. Nunca diga nunca! (risos)

Como você lida com as críticas na internet?
Tenho muita sorte de não ter, pelo menos até hoje, um grupo de haters muito pesado. Claro que vira e mexe aparece, mas são coisas pontuais. Teve uma vez que eu fui responder a um comentário que eu não tinha gostado e uma seguidora comentou “Poxa, tem, sei lá, 1300 comentários positivos e 30 negativos, e para nós, que te amamos, você não vai dar um alô?”. Então, por que vou dar atenção para quem está jogando pedra ao invés de agradecer a quem torce por mim? Tenho poucos e maravilhosos seguidores.