Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Gloria Perez fala do suspense de seu seriado com serial killer: ‘Quem será a próxima vítima?’

Gloria Perez fala da criação de seu serial killer, o Edu (Bruno Gagliasso), do seriado 'Dupla Identidade'

CARAS Digital Publicado em 05/09/2014, às 23h59 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Bruno Gagliasso, Gloria Perez, Mauro Mendonça Filho e Débora Falabella - Ag. News
Bruno Gagliasso, Gloria Perez, Mauro Mendonça Filho e Débora Falabella - Ag. News

A autora Gloria Perez promete levar muito suspense para a telinha a partir do dia 19 de setembro com a estreia do seriado Dupla Identidade, protagonizado por Bruno Gagliasso e Débora Falabella. A escritora se inspirou nas séries de suspense psicológico para criar a sua própria história e diz o que irá prender a atenção do público.

“O atraente é que, nesse caso, caçar o criminoso implica em descobrir e seguir os rastros deixados pela sua mente. O suspense não está em quem matou, mas sim no jogo de gato e rato travado entre o serial killer, suas vítimas, a sociedade e a polícia. O nosso enfoque é a mente do psicopata: quem será a próxima vítima? Qual será o próximo passo? Será que a polícia consegue prendê-lo? Como ele consegue enganar tanta gente? Mostrar como ele se mantém perto de nós sem que ninguém perceba, e através da observação de detalhes sutis, os caçadores de mente conseguem chegar a ele”, comentou ela.

Glória ainda falou sobre as suas pesquisas para formar a personalidade de Edu (Bruno Gagliasso). “O que mais me inspirou na composição do Edu foram as entrevistas dos próprios serial killers e das pessoas que conviveram com eles ou conseguiram identificá-los. Como em todos os meus trabalhos, gosto de ouvir diretamente da fonte”.

Com a trama prestes a estrear, a autora destaca o ponto forte do seriado. “O núcleo investigativo é o coração da trama. Temos a polícia, que busca identificar o criminoso através de pistas concretas: DNA, fibras etc. E os caçadores de mentes, especialização de Vera (Luana Piovani), que buscam as pistas não materiais – aquelas deixadas pela mente do assassino”, comentou.