Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Giovanna Lancellotti diz que sua primeira vilã é uma "versão pobre de Gossip Girl"

Giovanna Lancellotti diz que se inspirou em Gossip Girl e personagem de Carolina Dieckmann em Cobras & Lagartos para interpretar sua primeira vilã na televisão: "Ela é uma espécie de Blair Waldorf pobre"

CARAS Digital Publicado em 03/11/2014, às 13h01 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Giovanna Lancellotti - Foto Rio News
Giovanna Lancellotti - Foto Rio News

Giovanna Lancellotti falou à CARAS Digital sobre Bélgica, sua personagem em Alto Astral, novela das 19 horas que estreia no próximo dia 3 de novembRO. O papel marca a primeira vilã nas novelas da carreira da atriz.

"Eu não acho ela tão vilã assim. Acho que ela é uma menina que tem desvio de caráter,  que está descobrindo a maldade dela. A Bélgica não sai de casa planejando a maldade, ela vai sentindo e vai fazendo. Na cabeça dela, tudo que ela faz é justificável, não é tão grave assim para ela. Ela faz tudo por ambição, por onde ela quer chegar. Mas a Bélgica tem um carinho pela família, é unida,  apesar de não concordar com a situação financeira deles. Então, a Bélgica não é de todo ruim, ela tem um lado B, o que ela é muito é invejosa", contou.

A atriz também falou sobre a preparação para a personagem. "Eu passei a me envolver mais em um universo teen. Me inspirei muito em Gossip Girl, que é um seriado que é baseado em conflitos envolvendo três coisas: dinheiro, status e homem. Então, a personagem é basicamente isso. A Bélgica é uma espécie de Blair Waldorf pobre, e como a Blair tem um lado bom", disse, referindo-se à personagem interpretada por Leighton Meester no seriado norte-americano.

Outra inspiração foi a vingativa Leona, personagem de Carolina Dieckmann na novela Cobras & Lagartos. "Eu acho que ela é meio a Leona da Carolina Dieckmann também, é mais ou menos isso. Claro que uma personagem nunca é igual a outra, mas é a mesma linha de raciocínio, de querer ter a vida da outra, nisso ela é uma inspiração, são parecidas", comentou.

Para interpretar Bélgica, Giovanna também precisou deixar a vaidade de lado. "Ela é meio desengonçada, usa um óculos estranho, uma trança esquisita, zero de maquiagem, muito diferente de mim", comentou a atriz, que já teve que lidar com tipos parecidos com sua personagem.

"Já tive que lidar com uma amiga invejosa, acho que todo mundo já passou por isso, nem que seja aquela coisa de escola, sabe, de querer a caneta, de picuinhas assim. A inveja é um sentimento do ser humano, é hipocrisia alguém dizer que nunca teve inveja. Todo mundo já teve sim, claro, nem que não seja uma inveja maldosa, que seja uma inveja branca, isso é um sentimento humano. Aí é do caráter humano levar para o lado ruim ou para o lado da admiração", completou.