Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Florinda Meza lamenta falta de convites para voltar ao trabalho

Pouco mais de um ano após a morte de Roberto Bolaños, Florinda quer retomar a carreira como atriz e produtora. "Meu escritório tem muitos projetos, mas o que não existem são as chamadas telefônicas", disse

CARAS Digital Publicado em 29/12/2015, às 15h08 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Florinda Meza participa do Programa do Ratinho - SBT/Reprodução
Florinda Meza participa do Programa do Ratinho - SBT/Reprodução

Pouco mais de um ano após a morte de Roberto Bolaños, o criador de Chaves, Florinda Meza quer voltar ao trabalho. Durante evento em que foi nomeada madrinha Corpo de Bombeiros de Cancún, a viúva do humorista contou que espera ser chamada para trabalhos como atriz ou produtora.

"Meu escritório tem muitos projetos, mas o que não existem são as chamadas telefônicas. Espero que elas venham alguma vez", disse a intérprete da Donda Florinda à TV Telemundo. Ela contou ainda que seu projeto na Broadway está parado por falta de patrocinadores. "Está pendente, mas também sigo dependendo de investidores para poder montar essa obra em Nova York. Mas parece que os investidores mexicanos, apesar de que sempre fomos um grande negócio para todos, porque o que fizemos foi negócio e foi sucesso... não sei o que acontece com os mexicanos, que não investem nos mexicanos", lamentou.

Florinda colocou à  venda a casa onde vivia com Bolaños em Cancún, mas disse que não pretende deixar a cidade e voltar a morar na capital. "Desejo com toda alma que apareça um comprador, estou vendendo inclusive muito barata a casa, quase ao custo do terreno. Quero vender para comprar uma casa menor, de acordo com minhas necessidades", explicou. "Se alguma vez se lembram que sou atriz e me chamam para trabalhar eu vou (à capital, Cidade do México). É um pouco difícil para mim pela altura da cidade porque sou hipertensa".

Veja o vídeo aqui

Roberto Bolaños morreu no dia 28 de novembro de 2014.