tv Lindo trabalho!

Fernanda Nobre elogia Leticia Colin em 'Onde Está Meu Coração': ''Precisa concorrer ao Emmy''

Fernanda Nobre comenta sobre emoção ao assistir 'Onde Está Meu Coração' e valorização de produções brasileiras

CARAS Digital Publicado terça 25 maio, 2021

Fernanda Nobre comenta sobre emoção ao assistir 'Onde Está Meu Coração' e valorização de produções brasileiras
Fernanda Nobre elogia atuação de Leticia Colin em série - Reprodução/Instagram

Fernanda Nobre (37) contou que se emocionou muito ao assistir Onde Está Meu Coração.

Em seu perfil no Instagram, a atriz compartilhou um clique da TV em que aparece assistindo à série de George Moura e Sergio Goldenberg.

Na última segunda-feira, 24, a artista não poupou elogios a Leticia Colin (31), que interpreta a protagonista Amanda, uma médica que se torna uma dependente química de crack. 

"'Onde Está O Meu Coração”. Queria conseguir colocar em palavras todas as sensações que tive assistindo essa série.
Me envolvi tanto que por alguns momentos até esqueci qual é a minha profissão, deixei de ver a Letícia, o Fábio, a Mariana ou o Daniel. Chorei compulsivamente com a Amanda, o David, a Sofia e o Miguel. Eles me acompanharam nos meus pensamentos por dias",
começou escrevendo.

Fernanda ainda comentou que a trama merece ser indicada ao Emmy, a maior premiação da TV, com a mãe de Uri disputando a categoria de Melhor Atriz. "Esse post é para te chamar a atenção que a gente tem um hábito muito cafona de valorizar qualquer série estrangeira da Netflix e não dar o devido valor para as nossas próprias produções. Onde Está O Meu Coração precisa concorrer ao Emmy com a Letícia Colin como melhor atriz. Queria ser a jurada. Assistam! E ainda tem a melhor playlist no Spotify. Ou seja, ASSISTAM", disse ainda sobre a série, que também conta com Fábio Assunção (49), Mariana Lima (48), Daniel de Oliveira (43) no elenco.

Recentemente, durante participação no programa Altas Horas, Leticia falou sobre sua personagem. "A gente está lançando essa série que fala da dependência química feminina. Faço a Amanda que é uma médica residente usuária de crack. É uma personagem que mudou minha vida. Fui pesquisar as clínicas de reabilitação. Conversei com pessoas que são dependentes químicas. E acho que a beleza dessa série é que a gente trata a dependência química como uma doença, um problema de saúde como qualquer outro".

Confira:

Último acesso: 27 Sep 2021 - 00:47:18 (389962).

Leia também

TV CARAS