tv Eita!

Felipe Neto desabafa sobre empresa que faturou mais de 250 mil dólares em cima de seus vídeos

O youtuber e empresário Felipe Neto desabafou em seu Twitter sobre uma empresa que faturou em cima de seus vídeos

CARAS Digital Publicado sexta 9 agosto, 2019

O youtuber e empresário Felipe Neto desabafou em seu Twitter sobre uma empresa que faturou em cima de seus vídeos
Youtuber Felipe Neto - Reprodução/Instagram

Na última quinta-feira, 9, o youtuber Felipe Neto desabafou em seu Twitter sobre uma empresa que faturou mais de 250 mil dólares em cima de seus vídeos e comemorou nova ferramenta do YouTube.

O YouTube lançou uma nova ferramente que permite que o dono do canal edite seus vídeo após pubicar caso ele receba um aviso de utilização de imagens com direitos autorais.

No Twitter, o empresário comemorou a nova ferramenta e revelou que havia perdido mais de 250 mil dólares devido a uma empresa que compra os direitos autorais de vídeos que viralizam na Internet e depois se apodera da monetização das publicações que utilizaram o vídeo na edição.

"Muitos youtubers, para deixarem seus vídeos mais bem editados, utilizam pequenos trechinhos virais da web, que nunca são determinantes pro vídeo, são sempre só pra compor e melhorar o vídeo em si.", começou a explicar.

Felipe contou que a empresa comprava esses pequenos vídeos e ia atrás dos criadores de conteúdo para pegar a monetização. "A Jukin Media literalmente ia atrás dos criadores desses pequenos virais, oferecia qualquer 10 dólares pros caras e compravam os DIREITOS AUTORAIS desses vídeos. Então iam em todos os vídeos de criadores e roubavam a monetização INTEIRA do vídeo pra eles."

Para finalizar, ainda deu o exemplo de seu canal. "Por anos eles fizeram isso. Só do meu canal, eles roubaram mais de 250 mil dólares. Um vídeo meu de 15 minutos rendia 100% da monetização para eles só por eu ter usado 3 segundos de um vídeo que eles compraram por 10 dólares. Mas agora a mamata acabou!"

Último acesso: 08 Jul 2020 - 11:52:46 (325725).