Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / Bastidores

Fátima Bernardes revela que ficou de olho no horário da TV Globinho

Fátima Bernardes abre o jogo sobre como surgiu a ideia de fazer um programa para ocupar o horário da TV Globinho

CARAS Digital Publicado em 26/07/2022, às 15h04

Fátima Bernardes - Foto: Reprodução / Instagram
Fátima Bernardes - Foto: Reprodução / Instagram

A apresentadora Fátima Bernardes (59) surpreendeu ao contar que fez o projeto do programa Encontro com a intenção de tirar a TV Globinho do ar. Ela revelou que demonstrou para a Globo que o horário de desenhos animados não combinava com a programação da manhã e conseguiu emplacar o seu novo programa.

“Tinha Globo Rural, Bom Dia Brasil, Ana Maria Braga e, de repente, desenho. Aí depois vinha jornal local, Globo Esporte e Jornal Hoje. Falei: 'gente, esse desenho está perdido aí nesse meio'. Como a criança vai ter um sino que vai tocar com 'crianças, 10h30, vai começar o desenho na Globo'?”, disse ela no programa Roda Viva, da TV Cultura.

Então, Fátima Bernardes continuou o seu pensamneto. “Enquanto em outras emissoras, a Record já tinha feito a opção de sair do desenho e o SBT em pemanecer, mas era desenho desde às 7h da manhã. Eu falava: 'isso não tá bom, não. Tem um espaço aí que dá para encaixar'. Eu comecei a ouvir que a própria TV estava com uma estranheza em relação ao horário, um horário que não tinha anunciante. Aí eu sugeri um programa para esse horário, que viesse da Ana Maria e a gente pudesse levar para o jornal local. Eu pensei naquele horário e apresente a ideia para o horário”.

Fátima Bernardes fala sobre o The Voice Brasil

Fora do Encontro há menos de um mês, Fátima Bernardes se prepara para assumir o comando do The Voice Brasil nos próximos meses. No Roda Viva, ela falou de sua preocupação com o novo desafio

“É uma preocupação, é claro que tenho a ilusão, o desejo de dar uma assinatura a um programa que já tem um formato definido. Esse programa tem que dar certo, não pode dar errado, o Encontro até podia, mas agora não pode dar errado”, disse ela, e completou: “Ao mesmo tempo que é um pensamneto, eu fico com vontade de começar logo. Será que eu vou me comportar como eu em casa? Eu acho quando as pessoas cantam,e as cadeiras não viram. Qual grau de distanciamento eu vou ter? Vai ser uma experiência muito nova. Tomara que dê certo”, disse ela.

Siga a CARAS no Helo e acompanhe nosso conteúdo!