Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Famosos comentam protestos em São Paulo e Rio de Janeiro

Marcelo Tas, Luiza Possi, Sérgio Marone e outros famosos comentam os protestos realizados em São Paulo e Rio de Janeiro contra o aumento das passagens de ônibus e metrô

Redação Publicado em 14/06/2013, às 11h07 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Marcelo Tas - Divulgação/Band
Marcelo Tas - Divulgação/Band

Vários famosos usaram as redes sociais para manifestar sua opinião sobre os protestos realizados em São Paulo e Rio de Janeiro contra o aumento das tarifas de transporte público. Mais de 230 pessoas foram detidas e várias ficaram feridas na manifestação na capital paulista na noite de quinta-feira, 13.

Confira o que dizem os artistas:

Marcelo Tas
Já me manifestei várias vezes contra a demonização da Polícia. Conheço homens e mulheres honrados que fazem parte da corporação. Sei das dificuldades que enfrentam e da melhoria dos quadros e condições técnicas da instituição. Por isso mesmo fica mais difícil ainda entender a atuação da PM nos recentes episódios em São Paulo. Não discuto o mérito ou até mesmo os excessos cometidos pelos manifestantes. Quero só entender duas, para ficar só em duas, cenas. Acima: num balé macabro a PM se coloca diante de um grupo de manifestantes que bate palmas e pede em coro “sem violência” e… atira contra eles?!? Abaixo: polícia atira, sem nenhuma razão aparente, num grupo de jornalistas que se identificam claramente como imprensa. Eles estavam só observando e registrando os fatos. Alguém pode explicar tudo isso? Por enquanto desconfio que estamos diante de líderes incompetentes e da derrota da democracia. Tomara que esteja enganado.

Luiza Possi
Acho triste toda a violência. De todos os lados. Não acho certo o povo se calar, nem vandalizar. Nem a polícia vandalizar o povo. O lado que escolho é o da civilidade. Tomara que eu não esteja sozinha desse lado. Não é o lado de um ou de outro, é o lugar onde nos ouvimos. Não concordo com tantos aumentos públicos, nem com a reação da polícia, nem com quem colocou fogo em ônibus como forma de protesto. Venho de uma família que lutou pelo poder do povo, na época, contra a ditadura. Muitos morreram. Outros estão aqui para contar história. Tenho fé que as coisas vão se resolver e dias de paz estão por vir. Amém São Paulo. Sem violência, sou a favor disso e não abro mão.

Rodrigo Andrade
Acho errado chamar os manifestantes de bandidos, bandido é quem desvia verba pública para fins pessoais. Apoio os manifestantes! Bandidos são alguns de nossos governantes! Vocês acham que eles preferem ficar na rua correndo riscos ou em casa vendo TV com a família? Quem esta lá no manifesto é porque ainda acredita em um Brasil melhor. Eu tenho carro, não uso ônibus mas apoio totalmente os manifestos. Sou contra a violência, mas ir para as ruas e protestar sou a favor! Senão cada vez mais os verdadeiros bandidos colocam as asas de fora. Eles folgam... Daqui a pouco vai ter bandido, quer dizer, político, comprando coisas de 50 milhões de dólares por aí. O povo tem que ir para as ruas sim, tem que protestar pelo que acredita sim! Parabéns aos corajosos que protestam com inteligência e não com violência por um país melhor!

Sérgio Marone
Bravo São Paulo! Bravo Rio! Chocado até agora com a reação over acting da polícia de São Paulo ontem. Ditadura velada.

Paula Braun
Uma manifestação pacífica em São Paulo viou um campo de batalha. Cuidado amigos!!! #prayforSP (orem por São Paulo)