Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Fábio Pannunzio, âncora da Band, escapa da morte em assalto: 'Foi bem por pouco mesmo'

Tiro passou de raspão na cabeça de Fábio Pannunzio, durante assalto a táxi

CARAS Digital Publicado em 23/02/2016, às 09h43

Fábio Pannunzio - Reprodução
Fábio Pannunzio - Reprodução

O jornalista Fábio Pannunzio, âncora da Band, passou por momentos de tensão na madrugada de segunda-feira, 22. Ele estava dentro de um táxi, que foi abordado por três assaltantes. O motorista tentou escapar e um dos criminosos acabou atirando. A bala passou de raspão pela cabeça de Pannunzio, que relatou o episódio nas redes sociais e publicou uma foto da bala e do vidro do carro quebrado. 

"Para quem vive em uma cidade violenta e sem governo como São Paulo a vida está sempre por um triz. Hoje de manhã, às quinze para as cinco, o táxi que eu acabava de pegar foi alvo de três assaltantes na esquina da condessa de Goiás com a avenida Boaventura José Rodrigues, no Real Parque. É um dos pontos críticos com maior incidência de crimes violentos da Zona Oeste. A polícia deveria estar permanentemente por ali, mas não estava, nunca está. O motorista, que já havia sido vítima de um assalto violento, jogou o carro em cima de um dos três ladrões, que atirou. A bala atravessou o parabrisa e passou entre os meus cabelos. Foi por bem pouco mesmo. Compartilho essa experiência aterradora aqui para tentar criar um elemento de pressão que convença o governo do estado a fazer o que tem que ser feito: patrulhamento preventivo nas áreas de risco. Sem isso, a desgraça é apenas uma questão de tempo. Não tivesse tido tanta sorte, eu agora seria mais um caso a engrossar as estatísticas da secretaria de segurança", disse ele.