Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Fabiana Karla, a Perséfone de 'Amor à Vida', reclama de assédio: "Já ouvi muito: 'Vou tirar sua virgindade'"

A atriz, que interpreta uma gordinha que demorou para ter a primeira vez, reclamou de alguns fãs inconvenientes na rua

CARAS Online Publicado em 14/10/2013, às 08h49 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Perséfone (Fabiana Karla) - Divulgação/ Globo
Perséfone (Fabiana Karla) - Divulgação/ Globo

A atriz Fabiana Karla, que interpreta a gordinha Perséfone em Amor à Vida, contou que nas ruas precisa lidar com algumas abordagens inconvenientes dos fãs.

"A abordagem agora é um pouco puxada, por causa da Perséfone. Já ouvi muito: "Vou tirar sua virgindade!", com direito a tapinha nas costas e apertão. Então é puxado, né? Mas o carinho é tão grande que, às vezes, a gente passa por cima de qualquer grosseria", contou a atriz para o site do Mais Você.

+ Herbert ameaça colocar Perséfone na rua ao pegá-la bocejando no hospital

Fabiana afirmou que, por outro lado, adora o assédio dos fãs mais educados e faz questão de tirar fotos com todos. "Eu gosto de me mostrar, mas tenho que estar bem, né? Se eu tiver no aeroporto, tendo acordado às 4h30, correndo para pegar o meu voo, com sono e com fome. Meu amor, passa direto! Mas eu vou tirar do mesmo jeito, só que com cara de tristinha. Não é com aquela alegria que eu tiraria. Mas eu nunca neguei uma foto com fã", afirmou.

+ 'Grito contra o preconceito', diz Fabiana Karla sobre primeira vez de Perséfone

Questionada sobre o perfil que gostaria de interpretar em uma próxima novela, a atriz contou sobre o desejo de ser uma vilã. "É um exercício muito valioso você fazer uma vilã. Eu queria porque acho delicioso poder colocar para fora tudo o que a gente tem vontade de colocar, através de um personagem porque não é sua responsabilidade, entende? Temos dois lados, isso é fato, mas um a gente esconde. Ninguém quer ser visto como uma pessoa má e grosseira, por exemplo. Tem coisas dentro da gente que são bem ruinzinhas e a gente guarda", contou.

+ Antônia Fontenelle brinca sobre nu de Fabiana Karla após perda da virgindade da personagem

Atriz e comediante de sucesso, Fabiana confessou que se não fosse atriz, se dedicaria a profissões que tivessem ligadas à justiça. "Eu sempre quis ser advogada porque tenho um senso de justiça muito apurado. E ainda tem uma coisa teatral, né? Talvez, também, uma assistente social, uma delegada... Tudo que envolve senso de justiça eu acho que me daria bem", disse, mas afirmou que o que curte mesmo é atuar. "É bom porque te dá muitas possibilidades. Eu posso morrer e voltar para casa, não é bom isso?", completou.