tv Boa pedida!

Em meio a pandemia, 'Aruanas' acerta ao abordar preocupação social e ativismo

Série da Globo protagonizada por mulheres fala do desmatamento da Amazônia

Felipe Gatto Publicado terça 5 maio, 2020

Série da Globo protagonizada por mulheres fala do desmatamento da Amazônia
Atração semanal tem drama, suspense e muita ação - Divulgação/TV Globo

Aruanas foi a atração escolhida pela direção da Globo para substituir a vigésima edição do Big Brother Brasil, que terminou em alta após fazer um sucesso estrondoso nas últimas semanas.

Gravada em 2018 e antes disponibilizada apenas para os assinantes do Globoplay, a série com ares de thriller estreou na televisão aberta na última terça-feira, 28, na sequência da novela Fina Estampa.

Com o grave e cada vez mais preocupante desmatamento da Amazônia como pano de fundo, juntamente com a força de um grupo formado por quatro mulheres ativistas, o projeto foi colocado no ar em um momento de caos e relevante preocupação social provocados pela pandemia do coronavírus.

As atrizes Leandra Leal e Thainá Duarte, duas das protagonistas da obra escrita por Estela Renner e Marcos Nisti, conversaram recentemente com a CARAS Digital e falaram sobre o importante papel da atração na atualidade.

"É o momento de falar sobre isso. Estamos em um momento muito difícil, um desafio coletivo. A televisão está com uma importância gigantesca e está todo mundo em casa consumindo arte. Uma série como essa, que apesar dos temas é uma obra positiva, promove reflexão. Cada um é muito responsável e ela convoca a ação, empodera!", explicou Leandra.

"É a hora da gente refletir se esse é o futuro que a gente quer! É essa sociedade que queremos? Essa série fala disso e de um dos lugares mais poderosos do mundo. Inclusive, está tendo desmatamento agora na Amazônia. Amo essa série!", garantiu a intérprete da Luiza.

A atriz também reforçou que a exibição da série em plena pandemia pode exercer um papel fundamental na conscientização do público e, inclusive, até despertar maior interesse nos trabalhos voluntários. "Estamos vivendo uma mudança gigantesca que vai afetar muito a nossa vida. O projeto da série nos convoca a ação com o mote de salvar o planeta sem destruir a si mesmo...  Os próprios ativistas se sentem representados e acolhidos com essa série. Vivemos uma guerra ao ativismo e assim como eu, que já era consciente e criei ainda mais consciência ambiental depois de Aruanas, acho que quem assiste também pode criar esse sentimento. É impossível não agir com o coronavírus por aí", opinou.

Questionada sobre a sua participação no seriado, Thainá Duarte ressaltou que Aruanas abriu ainda mais as portas para ela sobre o desmatamento e os perigos que correm os ativistas. "Hoje em dia é impossível a gente não tem uma relação com as notícias e o que ocorre no mundo. A gente sabe da crise ambiental, mas depois de Aruanas, entendi que existem pessoas reais trabalhando para que as coisas acontecem. Uma das mensagens mais importantes dessa série é mostrar que os ativistas estão correndo risco de morte por lutarem por um mundo melhor".

Para a jovem que vive a estagiária Clara na atração, o projeto visa uma união das pessoas em prol do nosso país. "É um convite para ajudar essas pessoas e lutarmos juntos. Mudei muito no dia a dia, estar ligado no que ocorre, nas votações do momento... Foi transformador e acho que pode ser para o público também!".

A série Aruanas tem 10 episódios e vai ao ar todas as terças-feiras, às 22:30, após a novela Fina Estampa. Vale lembrar que antes da quarentena começar, os trabalhos da segunda temporada da obra já estavam em andamento.

Receba notícias da CARAS Brasil no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!

Último acesso: 28 Oct 2020 - 17:54:51 (350801).

Leia também

TV CARAS