tv eita!

Eliminada, Gleici Damasceno afirma ter deixado reality antes da hora: ''Não cheguei ao meu limite''

Gleici Damasceno desabafa sobre experiência dentro do 'No Limite' e motivações para participar do programa

CARAS Digital Publicado quarta 16 junho, 2021

Gleici Damasceno desabafa sobre experiência dentro do 'No Limite' e motivações para participar do programa
Eliminada, Gleici Damasceno analisa trajetória no reality - Reprodução/Instagram

Nesta quarta-feira, 16, Gleici Damasceno (26) compartilhou suas reflexões a partir da trajetória dentro do No Limite.

Sexta eliminada da temporada, a participante deixou o programa num episódio complicado para a tribo Calango, sua equipe. Logo no começo, com a prova da comida, Gleici falhou em guiar seus companheiros e, mais tarde, na prova da imunidade, teve um dos piores desempenhos da equipe.

Apesar disso, a morena confessa que usou de todas as suas forças. “Eu dei o meu máximo em tudo. Até mesmo na última prova, que eu estava muito cansada correndo com aqueles cocos para lá e para cá, eu fui até onde eu podia”, confessou. “Eu era muito focada e concentrada, era meu ponto forte. Por outro lado, meu ponto fraco era falar demais. Eu gostava muito de discutir prova”, completou.

Sem medo de desafios, Gleici decidiu entrar no reality para provar suas capacidades para si mesma. “Eu sou muito competitiva e sempre gostei de jogar. Sempre gostei de atividades em grupo e gincanas. Quando me convidaram, me senti desafiada. Foi uma questão pessoal, de superação”, explicou ela.

Queria muito ter ido mais longe. Eu fui bem em todas as provas, mas nessas duas, fui mal. Fiquei com aquele sentimento de querer dar a vida nas próximas. Não cheguei ao meu limite”, explicou a campeã do BBB20.

Dentre os melhores momentos, a acriana relembra a prova do cadeado. “Eu senti uma emoção muito louca. Foi uma prova que ninguém esperava mais que a gente conseguisse ganhar. Quando aquele bação estourou em mim, eu não acreditei que seria minha essa responsabilidade. E a gente virou o jogo! Todo mundo vibrou”, relatou.

Mas como nada é só flores dentro do No Limite, a ex-BBB também tem lembranças dos perrengues de viver na natureza. “Os mosquitos eram a pior coisa, a minha vida seria 90% melhor sem eles ali. E aquela note de frio. Não foi normal, os meus ossos doíam tanto. Foi um momento para apagar da história. Eu e Kaysar nos abraçamos para tentar nos aquecer”, explicou.

Opinião de Gleici sobre a tribo Calango

De acordo com a ex-participante, comunicação pode ser a chave para a vitória de sua tribo. “O grupo precisa ser mais estrategista, conversar mais. Às vezes, eu ficava com muito medo de dar uma ideia, as pessoas interpretarem mal e acabar levando voto no portal”, afirmou.

Acho que isso não precisava acontecer, a gente tinha que se alinhas mais enquanto equipe, dialogar mais. Na hora das provas, a gente tinha muitas ideias, mas nunca chegávamos num ponto final. Falta achar a estratégia correta”, concluiu a morena.

Fora do programa, Gleici tem sua torcida clara: “Para o Kaysar e para a Elana. A Elana é muito minha amiga, é quase uma irmã. Não teria como torcer para outra pessoa. Mas, se ela for eliminada, minha torcida vai para o Kaysar”, declarou.
 

Último acesso: 18 Oct 2021 - 23:57:18 (391966).

Leia também

TV CARAS