Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Fátima Bernardes mostra tecnologia em favor da leitura acessível

Dispositivo montado na armação do óculos faz descrição de livros para deficientes visuais

CARAS DIGITAL Publicado em 23/02/2018, às 15h15 - Atualizado em 08/05/2019, às 12h27

Fátima Bernandes e Marina - Reprodução/TV Globo
Fátima Bernandes e Marina - Reprodução/TV Globo

Encontro com Fátima Bernardes mostrou o caso da funcionária pública Marina, dançarina do grupo de Fernanda Bianchini (bailarina, fisioterapeuta e criadora da Companha Ballet de Cegos), que é apaixonada pela leitura. Deficiente visual, ela foi alfabetizada em braile aos 6 anos. Agora, testa dispositivo experimental, conhecido como OrCam MyEye, em que consegue ler obras comuns (que não estão em braile e nem em audiobooks).  

Esta tecnologia portátil estará disponível para o público a partir de 1º de março. Em uma ação pioneira, a Unibes Cultural inaugura sua Bibliotech - espaço de leitura acessível que utiliza-se do OrCam MyEye - dispositivo vestível intuitivo montado na armação de um óculos que leva uma câmera projetada que transforma textos e números em áudio. "Sempre fui em livraria para comprar livros para outras pessoas, e não para mim", confessa Marina que escolheu a obra Amizade Também é Amor, de Fabrício Carpinejar, como sua primeira compra para leitura própria.

Veja o vídeo com a reportagem completa aqui.