Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Diretor de Tempo de Amar, Adriano Melo fala sobre o fim da novela: 'Eu tenho muito orgulho em dizer que fiz'

Adriano Melo enumera os destaques da novela 'Tempo de Amar' e afirma que sentirá saudades de sua equipe e elenco

CARAS Digital Publicado em 19/03/2018, às 17h47 - Atualizado às 17h53

Adriano Melo e o elenco de 'Tempo de Amar' - Divulgação
Adriano Melo e o elenco de 'Tempo de Amar' - Divulgação

O diretor geral Adriano Melo, da novela Tempo de Amar, da Globo, fez um lindo depoimento para se despedir da trama, que exibe seu último capítulo nesta segunda-feira, 19. Radiante com o sucesso da novela ao longo de sua trajetória, ele enfatiza a união da equipe em todo o processo e também o elenco sensacional que ajudou a contar a história do autor Alcides Nogueira.

“Todos tem que falar, respirar e querer que tudo funcione. Mas sem a pretensão de ser um sucesso. A busca sempre é de fazer e contar uma linda história. Que emocione, que as pessoas acreditem. O sucesso é só uma consequência. Ouvi do mestre Tony Ramos uma frase que levo pra vida: “Quando estiver gravando, pense que, em algum lugar do Brasil, uma pessoa que trabalhou o dia inteiro, ou que está numa cama de hospital, ou triste, está esperando pra ver a cena. E que ela pode ser o único momento de relaxamento dessa pessoa no dia, ou a única coisa que ela pode fazer pra se divertir por falta de recursos”. Penso nisso todo dia, pra que minhas cenas estejam à altura destas pessoas. Para mim vai dar muita saudade de encontrar com essas pessoas incríveis. Parece que eu vivo dentro da Quinta da Carrasqueira, parece que vivo em 1929. Estamos há mais de um ano aqui, preparando essa novela com tanto carinho. Vai ser daquelas novelas que eu tenho muito orgulho em dizer que fiz”, declarou.

+Olívia Torres se despede de Tempo de Amar

Adriano Melo ainda fez questão de enumerar alguns destaques deste trabalho. “A novela Tempo de Amar é muito especial para mim. Foi uma trama em que a gente apostou em um elenco jovem, começando pelo casal de protagonista incríveis, Vitória Strada e Bruno Cabrerizo, e um ator jovem já consagrado e sensacional, nosso Bruno Ferrari. Além disso,  nos cercamos de grandes atores: Tony Ramos, Regina Duarte, Marisa Orth, Werner Schunemann, Deborah Evelyn. Também merecem destaque Andreia Horta e Jayme Matarazzo, que incrivelmente levaram esses vilões a um misto de adoração e ódio. E a nossa Letícia Sabatella, que é um gênio da arte. Enfim, os atores são incríveis, todos eles.  Esta foi a primeira vez que trabalho com o Alcides Nogueira e espero que não seja a última, porque se Deus quiser, trabalharemos muitas vezes ainda. Ele é um cara sensacional, uma pessoa incrível, é uma arte o que ele escreve. E o Jayme Monjardim que conduziu a novela com maestria. No começo do processo, ele falou para a gente assim: “Eu quero que seja uma novela à moda antiga, que a gente sinta saudade quando acabar”. Sem muita pretensão, sem muito alarde, a gente fez uma novela que ficou incrível. A fotografia do incrível diretor Nonato Estrela, todas as pessoas falaram da nossa fotografia. Além disso tivemos uma equipe de direção sensacional composta por: Teresa Lampreia, Diego Muller, Felipe Louzada, e por ótimos assistentes”, finalizou.

+Jayme Matarazzo afirma: 'Certamente o maior desafio da minha carreira'