Déa Lúcia chora em primeiro aniversário sem Paulo Gustavo e cobra vacina: ''Tem que ter''

No 'Mais Você', mãe de Paulo Gustavo fala sobre o primeiro aniversário sem o ator, cobra vacina e exalta carinho de Thales Bretas

CARAS Digital Publicado sexta 17 setembro, 2021

No 'Mais Você', mãe de Paulo Gustavo fala sobre o primeiro aniversário sem o ator, cobra vacina e exalta carinho de Thales Bretas
Déa Lúcia se emociona ao falar sobre Paulo Gustavo no 'Mais Você' - Foto/Reprodução e Instagram

Déa Lúcia (74), mãe do ator Paulo Gustavo (1978–2021), que morreu em abril em decorrência de complicações da covid-19, participou de um café da manhã especial no Mais Você, com Ana Maria Braga (72).

A cantora, que está celebrando 74 anos nesta sexta-feira, 17, diz que não irá celebrar a data. "Difícil, né? Eu tenho muitos amigos também, todo mundo querendo vir aqui em casa. E eu fico... É difícil. Não dá pra comemorar. Eu vou almoçar com meu genro, o Thales [Bretas], as crianças vêm aqui, minha irmã. É só, vai ser isso", explicou ela.

Déa Lúcia exalta carinho e dedicação de Thales Bretas com a família:

Déa se emocionou ao ser surpreendida por um vídeo do médico Thales Bretas (33), viúvo de Paulo Gustavo, e dos netos, Romeu e Gael, de 2 anos. "Meus netos me ligam todas as manhãs para falar 'Bom dia, vovó Déa. Sou aposentada pelo INSS e aposentado ganha uma merreca. Meu filho morreu e o Thales faz tudo por mim. Meu filho soube escolher muito bem", disparou ela.

Déa Lúcia reforça o uso de máscaras e pede por vacinas:

Durante a entrevista no Mais Você, a professora ainda ressaltou a importância da vacinação e do uso de máscaras durante a pandemia da covid-19. "Tem gente que não quer usar máscara. Não vou dizer quem, mas não vou expor, mas uma pessoa muito chegada a mim só descobriu que estava com covid porque a esposa voltou a dar aula e acordou sem olfato. No exame, os dois com covid. Hoje ele dizendo: 'imagina a gente anda sem máscara por aí, porque se minha esposa não tivesse perdido o olfato, estaria por aí'.", contou ela.

"A máscara é importantíssima o jovem usar. Se ele quer morrer, problema dele. Mas não vai andar na rua sem máscara para transmitir dentro de casa. Temos que se vacinar. Quem não se vacina é o fim da picada. E tem que ter vacina! E os políticos pararem de roubar para ter vacina, vivemos um horror hoje, sem exceção. Paulo Gustavo mandou não sei quantas coisas para Manaus. Estamos vivendo numa era de terrorismo", afirmou ela, revoltada com a situação.

Último acesso: 22 Oct 2021 - 21:09:19 (400048).

Leia também

TV CARAS