tv Caso Gustavo Correa

Cunhado de Ana Hickmann enfrenta novo julgamento por homicídio e desabafa: ''Faria tudo de novo''

Acusado de homicídio em 2016, quando assassinou um sequestrador, Gustavo Correa será julgado em segunda instância

CARAS Digital Publicado segunda 12 agosto, 2019

Acusado de homicídio em 2016, quando assassinou um sequestrador, Gustavo Correa será julgado em segunda instância
Gustavo Correa e Ana Hickmann - Reprodução/Instagram

Absolvido em 2018 pela acusação de homicídio que abalou o país, Gustavo Correa, cunhado de Ana Hickmann, será julgado em segunda instância, no próximo dia 10 de setembro. 

A tragédia aconteceu em 2016, quando ele e sua mulher, Giovanna Oliveira, e a apresentadora, foram feitos de reféns em um hotel. A história acabou com a morte do sequestrador, ato de legítima defesa do político. 

Nas redes sociais, Correa comentou sobre o novo julgamento.

"De novo, terei que provar o óbvio, agora para três desembargadores no TJ. Mais desgaste mental, físico, emocional e financeiro para mim e meus familiares. Digo isso desde o dia do fato: faria tudo de novo, pois quando não se tem opção não se pode fazer diferente. Sigo acreditando na justiça e esperando que esse dilema se encerre no próximo dia 10", declarou. 

Ele também agradeceu o apoio do presidente Jair Bolsonaro. 

"Antes que haters da rede social ou pessoas que não gostam do presidente Bolsonaro venham destilar seu ódio nos comentários, saibam diferenciar instinto de sobrevivência de política. Ficaria agradecido se fosse qualquer outro presidente também", disse. 


 

Último acesso: 07 Jul 2020 - 00:02:02 (325880).