Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / Relato

Claudia Raia relembra assédios sofridos no passado: ''Fiquei escondida, chorando''

A atriz relatou dois momentos difíceis que passou quando estava focada na carreira de bailarina

CARAS Digital Publicado em 01/05/2021, às 10h34 - Atualizado às 11h12

Claudia Raia relembra assédios sofridos no passado - Reprodução/TV Globo
Claudia Raia relembra assédios sofridos no passado - Reprodução/TV Globo

Claudia Raia relembrou duas situações de assédio que sofreu quando era mais jovem. 

A atriz participou do programa Conversa com Bial, desta última sexta-feira, 30, e relatou o momento que fugiu do apartamento de um coreógrafo que tentou estuprá-la.

"Ele colocou a mão na perna, a mão foi andando, subindo, vindo", contou a artista, lembrando que na época estava focada na carreira de bailarina. 

Claudia ainda explicou que bateu na cabeça do homem que tentou assediá-la com uma coruja de porcelana. "Eu corri para o meio da rua e me escondi. Fiquei lá por um tempo. Foi quando vi os pezinhos das pessoas andando e era minha professora", relembrou ela, explicando que depois saiu do esconderijo que estava. 

Na entrevista, a atriz contou outra situação semelhante que viveu. "Depois fui de novo assediada no meio da rua, era uma rua sem saída. o homem me jogou no chão, veio em cima de mim, a polícia veio e imobilizou", revelou. 

"Venho de uma família extremamente feminista, de mulheres. Éramos minha mãe, minha avó, eu e minha irmã. Na época, não falávamos tanto de feminismo, falavam de mulheres que vestiam as calças", contou Claudia, que revelou um ensinamento da mãe, dona Odette Motta. "Ela me ensinou 'não permita que ninguém faça com você o que você não quer'".