Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Cininha de Paula compara São Paulo a Nova York e conta sua rotina na cidade

"Comparo SP a NY e o Rio a L.A. Lá está Hollywood, mas aqui estão os teatros, a noite maravilhosa e restaurantes com serviço excelente" disse a diretora carioca

CARAS Digital Publicado em 24/06/2014, às 16h22 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Cininha de Paula - Samuel Chaves/S4 Photo Press
Cininha de Paula - Samuel Chaves/S4 Photo Press

Carioca, com casa na beira da praia da Barra da Tijuca, e fã das belas paisagens do Rio, Cininha de Paula (54) também tem coração paulistano. “Eu adoro isso aqui”, vibra a diretora da TV Globo em passeio pela badalada rua Oscar Freire, no bairro nobre Jardins, a poucos quarteirões de seu apartamento na cidade. “Comparo SP a NY e o Rio a L.A. Lá está Hollywood, mas aqui estão os teatros, a noite maravilhosa e os restaurantes com serviço excelente. É uma cidade organizada e isso é muito importante para o meu trabalho”, diz ela, que dirige a peça O que o Mordomo Viu, na capital paulista até o fim do mês, com Miguel Falabella(57) e Marisa Orth(50). Cininha também acaba de trazer para SP sua escola de teatro, a CN Artes, onde supervisiona a aula para crianças e adolescentes, todo sábado de manhã. “No Rio, tive oportunidade de formar jovens que estão no mercado como Bruna Marquezine e Isabelle Drummond. É muito gratificante”, conta ela, que também se enche de orgulho ao falar da primeira neta, Alice (2 meses), filha de seu primogênito, o produtor de efeitos visuais da Globo Enrico Guarischi (35). “É engraçado que todo mundo diz que ela é parecida comigo, meio indiazinha. Estava louca para ser avó. Meus filhos são lentos!”, brinca a mãe ainda da atriz Maria Maya (32), com o exWolf Maya (60).

Cininha agora mantém uma rotina na capital paulista. “Depois da aula, tomo um café nos Jardins e vou para a minha casa. Gosto de ler e ver seriados americanos. Fiquei viciada em Breaking Bad, que me inspirou para Pé na Cova, que dirijo. Agora, estou assistindo à Game of Thrones e recentemente revi Sex and the City por causa de Sexo e As Nêga”, comenta, referindo-se ao novo seriado da Globo, co-dirigido por ela e Falabella, previsto para o segundo semestre, comédia romântica que mostrará a vida glamourosa de quatro mulheres do subúrbio carioca. Sobre a parceria de sucesso com o autor e ator, ela explica: “Há respeito. Separo bem a amiga da parceira que divide sonhos com ele”. Conhecida pelo temperamento forte e firme, ela se diz muito brincalhona e se autodiagnostica bipolar. “Não se pode confundir liderança com grosseria. Sou impaciente, mas tento me controlar. Às vezes, meu ‘italiano’ misturado com ‘cearense’ aparece e dá uma confusão! Médica formada e pós-graduada que sou, posso dizer que tenho várias características bipolares. Tenho um lado animado e outro soturno. Digo que sou bipolar, mas me trato. Há anos faço análise, além de terapia holística e com florais”, analisa Cininha, solteira. “No fundo, todo mundo quer um grande amor. Quando bater um clique, vai acontecer. Gosto de gente bem-humorada e que não pegue no meu pé”, frisa.