Colegas em 'Two and a Half Men', Jon Cryer confessa segredos de trabalhar com Charlie Sheen

O Alan do seriado contou as dificuldades de ter Sheen no elenco

CARAS Digital Publicado quarta 13 março, 2019

O Alan do seriado contou as dificuldades de ter Sheen no elenco
Two and a Half Men chegou ao fim em 2015 - Divulgação

Parece que Charlie Sheen não é uma pessoa fácil de lidar.

Apesar de Jon Cryer ter ficado muito próximo do colega por serem os protagonistas do sucesso Two and a Half Men, os atores seguiram caminhos distintos quando o seriado chegou ao fim.

Jon falou nesta segunda-feira, 11, ao programa Access Live sobre os bastidores da série.

''Quando começamos, Charlie estava sóbrio havia um tempo e estava realmente no controle de sua vida. Foi difícil ver isso indo embora. Essa foi a parte mais difícil de estar envolvido nesse processo'', disse.

''Era um set louco. Talvez um pouco mais louco do que eu gostaria, para ser sincero'', recordou. Mesmo com o caos, o astro ressalta que o ambiente era agradável.

''Na verdade, fazer os episódios sempre foi ótimo. Nunca houve uma época em que não fosse ótimo'', contou.

O ator revelou que o final não foi amigável.

''Ter Charlie por perto é como estar em uma montanha-russa o tempo todo, e por enquanto eu prefiro estar fora dela'', acrescentando que não fala com o colega ''há uns bons anos''.

Ambos trabalharam juntos entre 2003 e 2011.

Quando Sheen saiu da internação em uma clínica de reabilitação para tratar de sua dependência química, deu uma entrevista insultando o criador da sitcom e acabou demitido.

Ashton Kutcher substituiu o personagem e o resultado recebeu aprovação.

Último acesso: 25 Oct 2021 - 08:02:03 (315223).

Leia também

TV CARAS