Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS

Bruno Fagundes não se sente pressionado por atuar com Antônio Fagundes “Somos pai e filho apenas em casa”

Filho caçula do ator global, Bruno estreia nas novelas em Meu Pedacinho de Chão, onde vai interpretar o médico Doutor Renato, que entra na disputa pelo coração de Juliana (Bruna Linzmeyer)

Luiza Camargo Publicado em 11/04/2014, às 11h42 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Antônio Fagundes - Divulgação/TV Globo
Antônio Fagundes - Divulgação/TV Globo

Filho caçula de Antônio Fagundes, Bruno Fagundes faz sua estreia nas novelas nesta sexta-feira, 11, como o médico Renato em Meu Pedacinho de Chão. Com uma carreira consolidada no teatro, o rapaz de 24 anos agora investe na teledramaturgia, onde seu pai é um dos grandes nomes nacionais. Além da relação familiar, os dois são parceiros profissionais. Este é o terceiro ano seguinte que eles engatam um projeto juntos: atuaram na peça Vermelho em 2012, Tribos em 2013/2014 e agora na nova versão da clássica novela de Benedito Ruy Barbosa.

+ Filha de Antônio Fagundes na novela, Cintia Dicker teve medo de conhecê-lo

Em entrevista exclusiva à CARAS DIGITAL, Bruno falou sobre seu debut nas novelas, da pressão de trabalhar ao lado do pai e de sua nova forma física - já que emagreceu 8kg para esta nova fase profissional. Confira!

-> Quando que surgiu o convite para atuar em Meu Pedacinho de Chão? Você sempre quis atuar em novelas?
O convite surgiu após meu teste para a novela. Sou ator. Amo o que faço, quero exercer minha profissão em todas as áreas possíveis.

-> Você é conhecido por atuar em famosas peças de teatro. É diferente a forma de atuar na TV com a do teatro? Teve que adaptar alguma coisa em sua forma de atuação?
Claro. Televisão e teatro são dois veículos completamente diferentes. É impossível comparar um trabalho com o outro. Todo o processo, do embrionamento ao resultado final, é diferente.

->  Como é engatar um terceiro trabalho ao lado do seu pai? Sente muita pressão por estar ao lado dele ou, no fundo, se sente mais seguro?
Isso não existe. Nem um, nem outro. Sinto a pressão de um ator estreante em novelas, mas isso não tem nada a ver com nenhum precedente. Somos pai e filho em casa, apenas. No trabalho, somos dois
profissionais em cena.

->  Você emagreceu 8kg para seu personagem, o Doutor Renato. Como foi essa transformação? Fez dieta, academia?
Não emagreci exclusivamente para o personagem. Essa transformação fez parte de um processo pessoal, que resultou em quase 10 kg a menos. Mas não tem segredo: dieta, academia, dedicação e força de vontade.

->  Na novela, você vai disputar o amor da professora Juliana com o seu melhor amigo. Fale um pouco do doutor Renato. Ele é bonzinho, vilão... Quem é ele afinal?
O Doutor Renato é um jovem aventureiro; germina uma alma revolucionária, possui um coração gigante e quando chega em Santa Fé, ele desperta em si essa potência. Ele não pode ser enquadrado em uma ou duas palavras. Acho que é um personagem bastante humano, pois tem toda essa determinação e fragilidades combinadas. Primeiro ele age, depois pensa. A Juliana faz parte de suas grandes descobertas.

->  Como é trabalhar em uma novela com um universo lúdico como Meu Pedacinho de Chão? Acha que essa nova proposta da trama vai agradar o público? O que você espera da novela?
Meu Pedacinho de Chão é uma obra de uma ousadia incrível. Um projeto de muita coragem, rebelião artística (no melhor sentido da palavra) e puro talento. Fazer parte de algo assim é um dos maiores privilégios que minha profissão me proporcionou. Eu, de coração, espero que a novela agrade, não só por ser uma obra de arte deslumbrante, mas por toda dedicação calorosa e incessante da equipe, sob tutela do genial Luiz Fernando Carvalho. Além de tudo, a história do Benedito é deliciosa, bem humorada, um "respiro fundo". Se isso não é agradável, o que é?