Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Otimismo e fé guiam a atriz Bruna Hamú

Atriz fala do jeito quieto, doce e caseiro: ‘sou até um pouco careta’

CARAS Publicado em 12/02/2016, às 08h05

Uma das promessas da nova geração da Globo, revelada em Malhação, ela há dois anos trocou Brasília pelo Rio - Martin Gurfein
Uma das promessas da nova geração da Globo, revelada em Malhação, ela há dois anos trocou Brasília pelo Rio - Martin Gurfein

As orações fazem parte do cotidiano da atriz e ex-modelo Bruna Hamú (25) desde a infância em Brasília. Com a mudança para o Rio por causa de Malhação, há dois anos, ela diz que se apegou à fé para encarar os percalços da nova profissão. “Converso com Deus daqui e minha mãe, Barbara, de lá. Não peço nada. Só agradeço e as coisas acontecem da melhor forma para mim. Nunca imaginei que chegaria até aqui. É um sonho”, afirma a brasiliense na Ilha de CARAS, uma das promessas da nova geração da Globo que já tem 2,4 milhões de seguidores só no Instagram. “Procuro postar coisas que falem de amor, mensagens positivas. O mundo precisa disso”, acredita.

É com esse jeito doce e tranquilo que Bruna, solteira, administra a vida pessoal e profissional. Além do filme Shaolin do Sertão, previsto para o segundo semestre, ela estreia na próxima segunda- feira, 15, o musical Cinco Júlias, de Matheus Souza (27), ao lado de Isabella Santoni (20), Malu Rodrigues (22), Carol Garcia (25) e Gabi Porto (25).

É exagero afirmar que é uma menina à moda antiga?
Sou um pouco mais careta mesmo. Gosto de ficar em casa, assistindo a um filme. Penso bastante na hora de escolher um namorado. Minha mãe é mais quietinha, sou como ela.

É a sua melhor amiga?
Sim, é uma guerreira, assim como a minha tia Maria de Fátima. As duas são mulheres superfortes. Eu me espelho nelas.

E a relação com o seu pai?
Os dois se separaram quando tinha 4 anos. Somos unidos. Meu pai, Adeilson, também me apoiou profissionalmente. Antes de ser atriz, era modelo. Viajei muito. Aos poucos, fui ficando mais independente e administrando a saudade da família. No início, é difícil ficar longe de quem amamos, mas nos acostumamos.

Por que parou de modelar?
Sempre quis ser atriz, mas um olheiro me viu, me ofereceu a oportunidade de ser modelo e topei. Só não comecei a atuar antes porque iria parar de trabalhar.

Encontrou o seu caminho?
Sim. Faço o que amo e não encaro mais dieta. Mas ainda me alimento de forma saudável. Após deixar de ser modelo, como mais e não engordo, tenho 55kg em 1,72m. Acho que era psicológico.

Como foi a experiência de estrear no cinema?
Estou com os cabelos ruivos por causa da Anesia Shirley, minha personagem em Shaolin do Sertão! Foi incrível. A direção me deu até um dicionário cearense