Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Bordão de Girafales foi inspirado em professor de Rubén Aguirre

O ator conta que Angelines Fernández (a Bruxa do 71) era muito chata e lembrou quando Ramón Valdez (Seu Madruga) comeu creme para hemorroidas de Carlos Villagran (Quico) pensando que era pasta de dentes.

CARAS Digital Publicado em 26/11/2015, às 08h53 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Rubén Aguirre - Instagram/Reprodução
Rubén Aguirre - Instagram/Reprodução

Rubén Aguirre relembrou como surgiu o professor Girafales em entrevista ao Programa do Ratinho, exibida na noite de quarta-feira, 25, no SBT. Ele contou que o personagem integrava uma esquete Os Super Gênios da Mesa Quadrada, dentro do quadro Chespirotadas, exibido em um programa vespertino no México. O sucesso foi tanto que o qadro virou programa próprio. "O Chapolin Colorado surgiu como um "recheio" desse programa", lembra Aguirre.

Já o famoso bordão usado pelo professor em momentos de irritação, foi inspirado em uma pessoa real. "O 'tá, tá, tá' copiei de um professor meu, mas ele fazia muito diferente do que eu faço. Chelayo fazia muito suave e eu faço mais forte", revelou o ator. "Tem pessoas que para se acalmar contam até dez. Não, eu faço 'tá, tá,tá, tá'", completou Aguirre. "Vi a dublagem no Brasil, lá o professor Girafales é mais enérgico que eu. Quem faz a minha dublagem no Brasil faz mais forte, mais vigoroso que eu", disse.

Ele relembrou como era a convivência do grupo liderado por Roberto Bolanõs (o Chaves). "Éramos uma família, às vezes brigávamos, mas como qualquer família depois nos reconciliávamos e não havia nenhum problema. Havia uma coisa muito especial pela qual isso funcionava muito bem: não havia competição entre nós. Cada um tinha o seu lugar que era muito especial", garantiu.

Questionado por Nadja Haddad sobre algum momento divertido nos bastidores, ele contou uma situação em que Carlos Villagrán (o Quico) e Ramón Valdez (Seu Madruga) estavam no mesmo quarto e Ramón saiu do banheiro reclamando do gosto da pasta de dentes de Carlos. "Mas isso é a minha pomada para hemorroidas", respondeu o intérprete do Quico.

Aguirre contou ainda que Ramón e Angelines Fernández (a Bruxa do 71) eram grandes amigos fora das telas, o que não era tarefa fácil. "Era um mérito muito grande do Ramón porque a Bruxa do 71 era muito chata. Que difícil era a bruxinha", entregou. "O Ramón era um santo com ela, aguentava tudo".

Veja a entrevista completa aqui

Rubén contou também que tem muito em comum com seu personagem mais famoso. "Somos iguais. Sou igual de vaidoso, de cafona, de romântico. Sou igual. Nunca me deu trabalho fazer o professor Girafales. Era o próprio Rubén Aguirre, era eu mesmo, sou igual".