Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Artistas se emocionam nesta edição do 'Criança Esperança'

Ney Matogrosso se apresentou no palco do evento junto com Laila Garin, Emílio Dantas e Tiago Abravanel, que reviveram Elis Regina, Cazuza e Tim Maia

CARAS Digital Publicado em 21/08/2014, às 15h24 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Criança Esperança 2014 - GLOBO/ESTEVAM AVELAR E GLOBO/JOÃO MIGUEL JUNIOR
Criança Esperança 2014 - GLOBO/ESTEVAM AVELAR E GLOBO/JOÃO MIGUEL JUNIOR

O encerramento do show da edição 2014 do Criança Esperança foi marcado por momento de grande emoção. Em sua primeira participação no projeto, Ney Matogrosso (72) dividiu o palco com os ídolos eternos da MPBElis Regina (1945–1982),Cazuza (1958–1990) e Tim Maia (1942–1998). O trio estava representado pelos atores Laila Garin (35), Emílio Dantas (30) e Tiago Abravanel (26) que já reviveram os cantores com êxito no teatro. Juntos, interpretaram Canção da América. “Fui apresentado ao Tiago e Laila anteontem, Emílio já tinha visto na peça, mas parece que nos conhecemos há anos, tivemos muita empatia já no primeiro ensaio. Tem a coisa afetiva, acho que ficou educadamente explícito. Fiquei feliz de ter estado aqui”, observou Ney, agradecendo ainda ao diretor Dennis Carvalho (67), outro estreante.

A emoção também marcou o anúncio de que o recorde de telefonemas do programa foi batido. Até a noite de sábado, 16, já havia sido arrecadado 10 milhões de reais. As doações, no entanto, prosseguem por telefone até dia 31 e pelo site até o fim do ano. Em 2014, a campanha da Globo, em parceria com a Unesco, apoiou 103 projetos em todo o País, além de quatro espaços do Criança Esperança, ajudando cerca de 48000 menores. Ao longo de 28 anos, mais de 5000 ações sociais foram beneficiadas.  Ícone do Criança Esperança, Renato Aragão (79) fez apenas duas rápidas aparições. A segunda com Fernanda Lima (37). “Nosso encontro aqui é sagrado, faz a diferença para muita gente. Não consigo me imaginar fora disso tudo, porque esse projeto está aqui na veia e ninguém vai me tirar. Até ano que vem com a festa dos 30 anos no ar”, destacou o humorista. A atriz Gloria Pires (50) foi a primeira estrela da noite a surgir no palco. E falou sobre “transformação”, palavra que definiu o show desse ano, ressaltando que mudanças são responsáveis por grandes conquistas. Em seguida,  “Ivete Sangalo (42) cantou Tempo de Alegria. Pelo evento, passaram ainda nomes como Paula Fernandes (29), Thiaguinho (31) e Luan Santana (23). “É minha quinta vez consecutiva. Acho uma honra participar de noite tão linda”, disse Luan, após cantar Conquistando o Impossível. Entre os mobilizadores, que falaram também de seus envolvimentos com outras causas sociais, subiram ao palco Marcos Palmeira (51) e Xuxa Meneghel (51), cuja Fundação que leva seu nome comemora 25 anos em outubro. “O show mais bonito é quando as pessoas pegam o telefone, discam para Ivete doar e o dinheiro chega nas instituições para ajudar os que precisam”, frisou. Ela fez questão de estar presente apesar do momento difícil de sua mãe, Alda (77), que sofre de mal de Parkinson e está inter- nada. “Saindo daqui vou para lá. Ela está estável, mas não responde a nada, nem a ninguém, a nenhum estímulo”, desabafou Xuxa.

No Projac, mais de cem artistas como Antonio Calloni (52),   Paloma Bernardi (29) e Irene Ravache (70) participaram do Mesão da Esperança, atendendo a telefonemas. Vanessa Giácomo (31) não escondia um motivo a mais para sua alegria. Mãe de Raul (6) e Moisés (4), está grávida de quatro meses do primeiro filho da  relação com o empresário Giuseppe Dioguardi (38).