TV Polêmica

Após ser acusada de homofobia, Nicole Bahls se pronuncia e rebate críticas: ''Menos mimimi''

Nicole Bahls
Nicole Bahls Instagram/Reprodução


A ex panicat fez um textão se defendendo das acusações de homofobia

Nicole Bahls se envolveu em uma polêmica após sua participação no programa Sensacional, da Rede TV!, que foi exibido na noite da última quinta-feira, 14. Durante a entrevista, a modelo opinou sobre beijo gay em novelas, e decepcionou a comunidade LGBTQ+ ao dizer que não achava legal nem hétero e nem homossexual.

Na tarde desta sexta-feira, 15, ela decidiu se pronunciar e se defender das acusações que sofreu. Na publicação, ela utilizou diversas fotos ao lado de amigos gays e de momentos que foi considerada aclamada pelo público. "Fui acusada de homofobia? Sendo que eu mesma já contracenei na tv um beijo com uma companheira de trabalho. Vocês querem saber o que eu penso sobre todos esses comentários maldosos, acusados por um gay maldoso que não me conhece que talvez fez isso pra mostrar que defende os gays ou que levanta a bandeira quando o assunto era matéria."

Mais Notícias

"Ontem fui questionada sobre beijos e cenas de sexo na TV , eu respondi que não achava legal nem entre héteros nem entre gays. Isso é só uma opinião minha, gay ou hétero não precisa se destacar em lugar nenhum pela sua sexualidade e sim pelo seu talento. Respeito com o próximo. Minha amiga Nany People está arrasando na novela e não está fazendo cenas pornográficas", opinou.

A ex panicat ainda se defendeu dizendo que a maiores de seus melhores amigos são gays: "Eu sou livre de qualquer tipo de preconceito ou racismo, qualquer tipo, principalmente gay. Tenho milhares de amigos gays, posso dizer meus melhores amigos. Defendo todos, já até ajeitei muitos beijos, muitos amassos entre eles em algumas festas. Existem lugares para a intimidade ser exposta, acho que tem coisas que acrescenta muito mais que cenas de sexo na TV".

Nicole continuou fazendo uma reflexão. "Tem mulheres que amam assistir novelas, mas que hoje evitam por medo dos seus filhos apreenderem coisas que não estão no tempo deles, e muitas não tem condição de deixar alguém cuidando pra assistir. Aí para levantar a bandeira elas tem que trancar a criança no quarto, deixar sozinha para falar que não são homofóbicas? Que país é esse que estamos vivendo? Que temos que falar que promiscuidade em qualquer gênero ou sexo é legal para ser a favor dos gays?".

"Torço muito para que todos gays admitam que cada dia mais estão ocupando seu espaços e conquistando vitórias. Eu como mulher não preciso fazer uma novela ou filme transando em qualquer horário pra provar que sou mulher, pra dizer que sou feminista. Pra mim nós somos todos exatamente iguais...e sofrimento pra mim é câncer...menos mimimi, já deu! Quem me conhece sabe o quanto eu amo os gays e não só os gays todos , tenho carinho , respeito , independente de ser gay ou não ... tenho direito de não achar legal certo tipos de apelação por audiência , levantar bandeira , pra começar levantar qualquer tipo de bandeira primeiro precisamos ser humanos e respeitar e amar uns aos outros", concluiu.

por CARAS Digital
Atualizado sexta 15 março, 2019 (315468) | 19/05/2019 19:56:26

Mais conteúdo sobre:

CARAS Recomenda

  1. Em SP, dentistas celebram nova tecnologia
  2. Dubai é repleta de atrações para todos os gostos
  3. Galãs celebram a moda de Ricardo Almeida

Receba em Casa

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  1. 1 Eliana visita fazenda de Mano Walter em Alagoas
  2. 2 Lula está apaixonado e pretende se casar ao sair da prisão
  3. 3 Jogadora Marta engata namoro com colega de time
  4. 4 Filha de Paloma Duarte comenta estreia em Malhação
  5. 5 Ticiane Pinheiro organiza chá de bebê de tema exótico
  6. 6 Eduardo Bolsonaro diz Lula em game na TV e web reage
  7. 7 Gracyanne Barbosa enfrenta macacos famintos na África
  8. 8 Jonathan Azevedo chora ao lembrar de adoção
  9. 9 Revoltada, Larissa Manoela nega participação em vídeo adulto
  10. 10 Anitta exibe o bumbum e rouba a cena na Virada Cultural