Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Após 16 anos longe das novelas, Marco Nanini volta irreconhecível em 'Êta Mundo Bom'

Ele será Pancrácio, um professor de filosofia, na comédia caipira de Walcyr Carrasco que estreia em janeiro no horário das seis

CARAS Digital Publicado em 03/12/2015, às 12h01 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Marco Nanini será conselheiro do protagonista - Reprodução TV Globo
Marco Nanini será conselheiro do protagonista - Reprodução TV Globo

Depois de passar mais de uma década no papel do protagonista Lineu, de A Grande Família, Marco Nanini já está gravando Êta Mundo Bom, próxima novela das seis. A trama de Walcyr Carrasco marca o retorno do ator às novelas após dezesseis anos.

+ Há 40 anos estreava 'Pecado Capital', um dos marcos da história das telenovelas

Na trama, ele será Pancrácio, um professor de filosofia. "Pancráceo é uma figura interessante, desde que ele escolheu ser professor numa cidade do interior, num país que naquela época a filosofia nem era ainda considerada uma profissão de verdade", revelou ao GShow.

Durante a novela, o ator vai se disfarçar de pedinte e aparecer irreconhecível.

Veja!

Depois de 16 anos longe das novelas, #MarcoNanini vai dar vida a Pancrácio, o enigmático professor de filosofia da nova novela das 6, #ÊtaMundoBom!, que irá substituir #AlémdoTempo. Ambientada no final da década de 40, 'Êta' é uma comédia caipira que também terá muito romance e drama na cidade grande. O ator despediu-se no ano passado do Lineu de #AGrandeFamília, personagem que interpretou durante 13 anos. Nanini adianta que o personagem, muito otimista, tem uma veia de poeta: "Pancráceo é uma figura interessante desde que ele escolheu ser professor de filosofia numa cidade do interior, num país que naquela época a filosofia nem era ainda considerada uma profissão de verdade". Sobre a mensagem que Pancráceo vai passar para o público, Nanini não hesita: "Alegria, acho que todo mundo está precisando de um pouco". Na trama de época, o professor não consegue encontrar trabalho e se vê obrigado a pedir dinheiro nas ruas, mas nunca perde o otimismo. Para não ser descoberto como pedinte, ele encarna outras identidades, como a do mendigo portador de deficiência física. "Ele gosta muito de interpretar tipos e fica arrasado quando acha que não fez bem, que tem que melhorar. Ele tem um mundo muito particular e lúdico que envolve os outros com essa história", analisa o ator. #EtaMundoBom! ????

Uma foto publicada por Êta Mundo Bom (@etamundobom) em

Pancrácio irá usar muitos disfarces como pedinte em #EtaMundoBom! ????

Uma foto publicada por Êta Mundo Bom (@etamundobom) em