Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / BBB

Apontado como favorito, Dhomini causa polêmica ao dizer que torturou animal

Em conversa na cozinha, Dhomini conta ter arrancado os dentes de um cachorro com um machado. A história gerou revolta nas redes sociais

Redação Publicado em 18/01/2013, às 18h39 - Atualizado em 01/07/2019, às 10h00

Dhomini no BBB 13 - Reprodução/TV Globo
Dhomini no BBB 13 - Reprodução/TV Globo

Vencedor da terceira edição e apontado como favorito ao BBB 13 até então, Dhomini (40) causou polêmica ao dizer no programa, em meio a risadas, que tinha arrancado os dentes de um cachorro de sua família com um machado.

"Ele me mordeu, eu pisei na corrente dele... Peguei um machado e os homens gritando: 'não, não, não'. Extraí os dentes da boca dele tudo. Aí ele ficou meu amigo, o ‘banguelo’. Ele ria para mim só com uns caquinhos do dente", disse o participante, em conversa com Yuri (27), André (24) e Natália (27). 

De acordo com ele, o animal estava nervoso por conta do abate de gados que acontecia na fazenda dele na época e, por conta disso, tinha o mordido três vezes. Dhomini ainda contou que o cachorro viveu mais cinco anos depois de ter os dentes arrancados por ele.

A história repercutiu nas redes sociais e a campanha #ForaDhomini chegou a ficar nos Trending Topics do Twitter.

Monique Evans (56) se manifestou contra o participante do reality. “Ainda me criticaram quando eu disse que o Dhomini era satanista! Cara total do MALLLL!! Arrancou os dentes do cachorro com um machado.. E o pior é contar com a mesma calma que engana todos os bobos dentro e fora do programa!! Não me engana não CUMPADI!!”, escreveu a apresentadora.

A atriz Giovanna Lancellotti (19) disse, também pelo Twitter, que esta história é um ‘absurdo’, e a cantora Mariana Belém (32) afirmou sentir ‘nojo’ de Dhomini.

Outros usuários da rede social chegaram a pedir que Dhomini fosse investigado pela história contada por ele. De acordo com o Art. 32 da Lei de Crimes Ambientais, praticar o “ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados” pode ser punido de três meses a um ano de detenção, além de multa.


Assista ao vídeo: