Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Antonio Calloni e Ilse Rodrigues celebram 20 anos de casamento na França

O casal comemora duas décadas de união com uma nova lua de mel nos jardins do pintor francês Claude Monet e revela a fórmula para um casamento duradouro

CARAS Digital Publicado em 18/06/2013, às 09h10 - Atualizado em 28/10/2019, às 10h37

Na frente da casa onde o pintor impressionista Claude Monet viveu, na pequena Giverny, na França, o par enaltece a beleza das flores que inspiravam o artista - Martin Gurfein
Na frente da casa onde o pintor impressionista Claude Monet viveu, na pequena Giverny, na França, o par enaltece a beleza das flores que inspiravam o artista - Martin Gurfein

Não existe fórmula para um casamento feliz, mas uma criação dia a dia, com respeito e amor. É assim que o casalAntonio Calloni (51) e Ilse Rodrigues (52) define sua relação de 20 anos, celebrada durante viagem à França. A convite de CARAS, o ator e a escritora conheceram os jardins e a casa de Claude Monet (1840-1926), o pintor francês impressionista considerado um gênio em sua área, em Giverny, pequena cidade a 75km de Paris. A cumplicidade dos dois, que têm Pedro (18) como fruto da união, é visivelmente percebida quando estão juntos. “Foi emocionante passar os 20 anos de nosso casamento na França”, disse o também poeta.

Fonte de inspiração para a famosa série de quadros chamadas Les Nymphéas, a propriedade tem centenas de espécies de flores, plantas, um lago e as famosas pontes chinesas, ícones que encantaram o casal em bucólico e romântico passeio.

De férias da TV após mais um de seus expressivos papéis em novelas como o Mustafá, de Salve Jorge, Calloni comemora também o êxito de Faroeste Caboclo, visto por mais de 1 milhão de espectadores, e se prepara para lançar um livro em que lança um olhar sobre os três últimos anos de sua vida.

Estrelas globais comparecem e vibram no torneio de Roland Garros

Antonio Calloni anda de bicicleta pelo Rio

– Existe fórmula para manter o casamento durante 20 anos?

Calloni - É mais simples que parece. É querer ficar juntos. A gente nunca quis ser um casal exemplo. Somos um casal absolutamente normal. Brigamos, nos desentendemos e temos crise. Acho horroroso querer passar uma imagem de mar de rosas. Isso só existe na ficção. Ainda bem que nosso casamento é de verdade. Mesmo com todos os momentos difíceis que passamos, queremos ficar juntos. Não há fórmula.

Ilse – Não tem mesmo. É preciso ter amor e respeito, o básico. Não existe perfeição nem modelo de casamento lindo. É vida real. Tem dia bom, dia ruim, briga...

– E para os próximos 20 anos?

Calloni – Quero ficar junto da Ilse para sempre, isso é muito claro. Na balança, é muito mais prazeroso que difícil ou sofrido.

Ilse – Respeito a gente já conseguiu. Se em 20 anos tivemos, daqui para a frente esta característica se manterá. E se for para ficar junto é porque o amor vai permanecer. A gente já se conhece há tantos anos. Vivemos um ano por vez. Acho que dá para mais 20 anos.

– O que vocês dois mais admiram um no outro?

Calloni – A beleza e a inteligência são o melhor dela.

Ilse – Não é uma coisa só. Dentro da minha linha de pensamento, o companheirismo. Ele é meu companheiro na vida. É meu parceiro em todas as horas e é com ele que trilho nosso caminho. Gosto do jeito como ele encara a vida, como se porta diante das pessoas, da integridade, do respeito, do trabalho, de como ele exerce a profissão. Admiro ele estar do meu lado e saber cuidar bem de mim. Sei que posso contar com ele se precisar. Ele me dá segurança.

– A cumplicidade de vocês é nítida e se estende do pessoal ao profissional. Como vocês lidam com os diferentes momentos e questões um do outro?

Calloni – A gente já se conhece bastante, a rotina e o modo de ser de um e do outro, tanto quando estamos trabalhando como quando estamos de folga. Quando faço novela, tudo muda, mas ela já sabe como é. Apesar das dificuldades, é sempre mais prazeroso.

– Como foi a visita a Giverny?

Calloni – Visitamos os jardins e a casa de Monet, onde ele descansava e trabalhava. É maravilhoso e emocionante. Entramos na casa dele, vimos as reproduções de seus quadros, que estão em exposição. Vimos de onde ele tirava a inspiração para pintar.

Ilse – Quem for a Paris não pode deixar de conhecer este lugar, que é mantido por uma fundação. É uma quantidade de flores das mais bonitas, com as cores mais lindas que se possa imaginar. Para comemorar nossos 20 anos de casamento, escolhemos especialmente um lugar romântico, que gostaríamos de indicar para todas as pessoas que queiram celebrar o amor.

– Foi uma segunda lua de mel?

Ilse – Coincidentemente, 20 anos depois, viemos a Paris, onde passamos a nossa primeira lua de mel. Foi muito emocionante.

Calloni – Podemos considerar, claro! (risos) Comemorar em Paris foi algo abençoado.

– O que fizeram nos passeios?

Ilse – Vimos a exposição do pintor Marc Chagall no Museu de Luxemburgo, que foi uma apoteose, indescritível. A mostra é muito bem conduzida historicamente e tem telas lindas, algumas que a gente nem conhecia. E tem aquela vista maravilhosa dos jardins de Luxemburgo. Também vimos a mostra L’Ange du Bizarre, no Museu d’Orsay, que é muito interessante, e fomos ao Grand Palais ver a exposição Dynamo – Um Século de Luz e Ação na Arte, 1913–2013. Quando viajamos, gostamos de alimentar a alma com coisas que tragam um frescor e suscitem uma experiência.

Calloni – Chagall foi absolutamente emocionante.

– Viram uma Paris diferente?

Ilse – Caminhamos muito. Nunca tínhamos ficado do lado direito do rio Sena. Gostamos de andar, sentar em um café e olhar as pessoas, como elas se portam, andam e se vestem... Passamos um dia pelo jardim das Tuileries e estava um dia de sol. Em outro, o tempo estava ruim e a gente viu uma mesma árvore e uma escultura, mas de jeitos diferentes. Parecia outro lugar. Conforme o ângulo que você está ou a luz do dia, é uma nova visão. A gente conversou muito sobre isso, dos diferentes aspectos possíveis e de um novo olhar. É uma descoberta. Paris dá uma sensação de novidade a cada vez que você visita a cidade.

Antonio Calloni na TV francesa

Confira imagens da celebração de 20 anos do casamento de Antonio Calloni e Ilse Rodrigues: