Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / Climão

Anitta e Rodrigo Constantino discutem na web: ''Alívio de não ter o seu respeito''

Anitta e Rodrigo Constantino batem boca na web após comentarista ser acusado de fazer apologia ao estupro

CARAS Digital Publicado em 05/11/2020, às 08h50 - Atualizado às 09h33

Anitta e Rodrigo Constantino discutem na web: ''Alívio de não ter o seu respeito'' - Reprodução
Anitta e Rodrigo Constantino discutem na web: ''Alívio de não ter o seu respeito'' - Reprodução

Anittaacabou discutindo na web com Rodrigo Constantino, ex-comentarista da Jovem Pan que foi demitido após ser acusado de fazer apologia ao estupro.

"Coitada da sua filha...E de você que nunca vai saber quem são seus filhos de verdade porque nunca vão compartilhar a vida deles com um ser vivo desse", escreveu a artista.

Irritada, ela continuou o desabafo e colocou Constantino como a vítima: "Se eu te encontrar dormindo no sofá (ou porque você bebeu um pouco a mais numa reunião de amigos, ou porque alguém colocou uma droga na sua água pra não ter que ouvir essas b*estas que você fala) e eu comer seu c* com uma cintaral**, a culpa também foi sua, então? Só para saber, caso alguém esteja interessado".

Após algumas trocas de mensagens, ele alfinetou Anitta: "Olha, não te respeito como ‘pensadora’ nem como mulher, e todo meu esforço ao educar a minha filha é justamente para ela ser o seu oposto. Tenho tido muito sucesso".

Sem papas na língua, a cantora respondeu: "Que alívio saber que não tenho seu respeito. Se você me admirasse eu precisaria rever todos os meus conceitos e ver onde errei. Torço muito pra que sua filha seja realmente como você acha que ela é, e que seja por vontade própria".

"Já tive colegas que eram deixadas na porta da escola pelo pai. Uniforme todo fechado. Saia abaixo do joelho. Quando o pai saía da vista ela abria a blusa, enrolava a saia até ficar curta, pegava os cigarros que dava pras amigas guardarem pra ela…por medo do pai conservador. [...] Rezando pra que ela seja do seu agrado por vontade própria pra sempre. Desejar a liberdade e não poder ter é a coisa mais terrível que existe. E tomara que o destino nunca faça ela passar por tremendo horror. Ir pra casa sabendo que não pode contar com o pai seria terrível", afirmou ela.

ENTENDA

Durante uma live realizada na quarta-feira, 4, Constantino comentou o cado de Mariana Ferrer e revelou o que faria caso isso acontecesse com a sua filha.

"Se minha filha chegar em casa, eu dou boa educação para que isso não aconteça, mas a gente não controla tudo, se ela chega em casa e fala: 'Pai, fui pra uma festinha e fui estuprada'. Eu vou falar: 'Me dá as circunstâncias'. 'Ah, fui pra uma festinha e fui estuprada'. 'Me dá as circunstâncias'. 'Ah, fui pra uma festinha, eu e três amigas, tinha 18 anos, nós bebemos muito, tava ficando com dois caras e eu acabei dormindo. Fui abusada'. Ela vai ficar de castigo feio, eu não vou denunciar um cara desse pra polícia", disse ele.

Após o ocorrido, a Jovem Pan comunicou a demissão do jornalista: "[...] O Grupo Jovem Pan esclarece que desaprova veemente todo o conteúdo publicado nos canais pessoais e apresentado nessa live".