Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / sincera

Ana Maria Braga comenta polêmica de Gabigol no 'Mais Você': ''Sem palavras''

Ana Maria Braga comenta polêmica de Gabigol e Mc Gui no 'Mais Você'

CARAS Digital Publicado em 15/03/2021, às 11h09 - Atualizado às 11h49

Ana Maria Braga comenta polêmica de Gabigol no 'Mais Você' - Reprodução/TV Globo
Ana Maria Braga comenta polêmica de Gabigol no 'Mais Você' - Reprodução/TV Globo

Após falar sobre a situação do Brasil durante a pandemia, Ana Maria Braga comentou o caso de Gabigol e Mc Gui no Mais Você nesta segunda-feira, 15.

Segundo a apresentadora, o jogador de futebol, que foi flagrado em um cassino em São Paulo, não deu um bom exemplo de respeito as medidas restritivas da pandemia. "A gente tá vivendo o pior momento, o momento mais grave. Todos nós sabemos disso. Todo mundo em casa tá sabendo disso. Mais cidades de norte a sul do país apertaram as restrições. Hoje, o estado de São Paulo entra em uma fase ainda mais restrita da pandemia, a fase vermelha", ressaltou.

"No fim de semana a polícia voltou a interditar festas clandestinas, fechou cassinos, que já são ilegais, né? Não dá pra deixar de comentar sobre o Gabigol, né? Um atleta que eu admiro muito, um dos principais ídolos do nosso futebol, adorado pelas crianças, e foi pego em um cassino. Ele pediu desculpas, disse que tava errado, que não sabia onde tava indo, mas foi. Era para ser um jantar de amigos, mas também tá proibido. Restaurante não tá abrindo. E cassino é ilegal. Com ele também tava o MC Gui, né? Sem palavras para comentar", afirmou.

O CASO

 A Polícia Civil fechou um cassino de luxo localizado na Zona de Sul São Paulo. No local estavam reunidas mais de 200 pessoas, entre elas, o jogador do Flamengo, Gabriel Barbosa, o Gabigol, e o funkeiro MC Gui. 

De acordo com o portal G1, a polícia informou que o atacante foi encontrado escondido embaixo de uma mesa do cassino. Gabigol, o cantor e as outras pessoas que estavam no local foram detidos e conduzidos à Delegacia de Crime contra a Saúde Pública, no Centro de São Paulo, e liberados depois. Vale lembrar que os jogos e azar são proibidos no país.