Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
TV / Amor

Ana Furtado agradece apoio de Boninho durante luta contra o câncer

Apresentadora já realizou a cirurgia de retirada do tumor, mas segue com as sessões de quimioterapia

CARAS Digital Publicado em 13/08/2018, às 09h27 - Atualizado às 16h44

Ana Furtado e Boninho - Reprodução Instagram
Ana Furtado e Boninho - Reprodução Instagram

Ana Furtado fará nesta segunda-feira, 13, a quinta sessão de quimioterapia. Nas redes sociais, a apresentadora da TV Globo posou ao lado do maridão, José Bonifácio Brasil de Oliveira, mais conhecido com Boninho, no avião a caminho de São Paulo.

Na legenda da imagem, ela agradeceu o apoio do amado durante a luta contra o câncer de mama. "Amanhã será mais um dia de tratamento, mas sigo fortalecida pelo carinho de vocês e do meu supercompanheiro, que está ao meu lado em todos os momentos!", afirmou ela. 

Apesar de se manter animada, a morena vem sofrendo um pouco com os efeitos colaterais da medicação. "Dá um pouco de cansaço e fadiga, mas faz parte, jogo que segue", disse ela.

Sempre preocupada com a saúde, Ana revelou que teve que diminuir a intensidade de seus treinos"Os médicos não apenas não proíbem como também incentivam a prática de atividades físicas, mas é claro que as pessoas são únicas e os organismos respondem de forma distinta a diferentes tratamentos. Então, a primeira coisa é: consulte seu médico. A minha rotina está mais leve. Não é recomendado se exercitar à exaustão porque isso pode vir a comprometer a imunidade e, por consequência, deixar o organismo mais exposto a possíveis infecções", esclareceu ela.

"A atividade física me estimula, me faz sentir viva e está contribuindo para reduzir os efeitos colaterais da quimio e o risco de depressão – muito comum em pacientes em tratamento contra o câncer. Um dos efeitos colaterais é a fadiga. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer dos Estados Unidos, entre 72% e 95% dos pacientes são afetados por esse cansaço extremo, que pode resultar na diminuição significativa da qualidade de vida. Estudos mostram que a prática diária de exercício pode diminuir a intensidade desse sintoma em até 50%. Assim, sigo com minha rotina de exercícios, respeitando os limites do meu corpo, e com acompanhamento médico constante!", finalizou. 


Reprodução Instagram