Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Juliana Paes, Carol Dieckmann e elenco de 'Fina Estampa' prestigiam Julia Lemmertz

Atrizes da novela 'Fina Estampa' prestigiaram o trabalho de Julia Lemmertz que estreou a peça 'Deus da Carnificina' no Teatro Leblon na noite de quinta-feira, 5

Redação Publicado em 06/01/2012, às 08h14 - Atualizado em 08/08/2019, às 15h43

Atrizes arrasam em looks exibidos na reestreia teatral de 'Deus da Carnificina, uma comédia sem juízo' - Raphael Mesquita e Thyago Andrade/Photo Rio News; Felipe Assumpção e Philippe Lima/AgNews
Atrizes arrasam em looks exibidos na reestreia teatral de 'Deus da Carnificina, uma comédia sem juízo' - Raphael Mesquita e Thyago Andrade/Photo Rio News; Felipe Assumpção e Philippe Lima/AgNews

Um elenco estelar esteve no Teatro do Leblon, no Rio de Janeiro, na noite de quinta-feira, 5, para prestigiar a reestreia carioca de Deus da Carnificina, estrelada por Julia Lemmertz (48), Deborah Evelyn (45), Paulo Betti (59) e Orã Figueiredo (46). Além da reestreia, os atores da peça comemoraram 200 apresentações do espetáculo.

As atrizes Juliana Paes (32), Carolina Dieckmann (33) e Claudia Jimenez (53), além de grande parte do elenco de Fina Estampa, também esteve presente ao teatro.

“Vim ver mamãe. Já passou de relação de trabalho, é mais do que amizade. Nós fomos mãe e filha em 'Araguaia' e, agora, somos meio rivais. Eu brinco que ela pegou o meu noivo em 'Araguaia' e agora, eu tenho que pegar o marido dela. É uma pessoa extremamente importante na minha vida”, exclamou Milena Toscano (27). “A peça é maravilhosa. Vi a montagem em Nova Iorque, mas ainda não vi essa, com a Julia. Estou super ansioso”, completou Dan Stulbach (42), a terceira parte do triângulo amoroso na trama de Aguinaldo Silva (67).

Depois de chegar atrasada, bem no início da peça, Juliana Paes também se rasgou em elogios ao trabalho. “Adorei a peça. Ainda não tinha visto. Mas, é tão bom assistir um espetáculo assim. Eles têm um trabalho corporal também. É um trabalho de palco cansativo para eles, e eles não perdem o pique em nenhum minuto. São veteranos. É para ver e aprender”, finalizou.