Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Estrelas conferem peça de Alinne Moraes em São Paulo

Redação Publicado em 30/07/2012, às 22h05 - Atualizado em 24/03/2020, às 14h47

Luisa Mell, Marisa Orth e Priscila Sol - Cláudio Augusto / Foto Rio News
Luisa Mell, Marisa Orth e Priscila Sol - Cláudio Augusto / Foto Rio News

Na presença de estrelas, a atriz Alinne Moraes (29) apresentou na noite desta segunda-feira, 30, o enigmático texto Dorotéia, escrito em 1949 por Nelson Rodrigues (1912-1980), que trata sobre temas muitas vezes bastante caros a atrizes belas como Alinne: beleza, preconceito e redenção. Mas as identificações são moderadas.

Ela é escrava da própria vaidade e em determinado momento acaba se tornando quase uma vilã e recebendo as chagas que ela tanto pede para ser aceita pelas primas. É um grande desafio passar por toda a peça, ela se transforma em várias emoções dentro da personagem”, avaliou Alinne em pequena coletiva de imprensa após a apresentação do espetáculo.

Na peça escrita por Nelson Rodrigues, Dorotéia é uma ex-prostituta que procura mudar totalmente de vida após a morte de seu filho. Por conta dessa busca, ela passa a morar com suas primas viúvas, que a condenam por sua beleza.

Para uma atriz bela como Alinne Moraes, beleza e preconceito são assuntos frequentemente associados ao desenvolvimento de sua carreira. E quando essa carreira começa com trabalhos no mundo da moda e da beleza, a transposição pode ser ainda mais difícil – mas Alinne afirma que pouco sofreu com isso.

Preconceito é muita a maneira como você enxerga as coisas, né? Eu sempre trabalhei com beleza, trabalho com isso desde os meus 12 anos. Então não posso dizer que as pessoas foram preconceituosas comigo. Mas sei que existe isso de duvidar do talento de uma pessoa só porque ela é muito bonita”, contou.

Na montagem do diretor João Fonseca, Dorotéia surge com um vestido vermelho diante de um cenário absolutamente preto e o restante do elenco esteticamente apagado. O papel de Alinne, então, era transmitir o sofrimento da personagem que deriva da culpa. Compor a personagem, segundo a atriz, foi uma tarefa conjunta e bastante agradável.

Quis realmente ser um papel em branco em que João pudesse criar tudo, só na última semana eu coloquei minhas ferramentas para ajudar a compor. Mas aprendi muito com todo o elenco também, que é formado por grandes atores de teatro. Foi muito importante”, declarou.

Após temporada no Rio de Janeiro, a peça Dorotéia fica em cartaz no Teatro Raul Cortez, localizado na região central de São Paulo.

Confira momentos de Alinne Moraes na peça Dorotéia e veja o que as estrelas acharam do espetáculo: