Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS
Revista / Abre

Presente de Anderson Tomazini: Lucas

Com Maria Fernanda, ele mostra filho de 4 meses e planeja se casar

Bianca Portugal Publicado em 24/04/2020, às 17h13 - Atualizado em 09/05/2020, às 00h39

Em seu apartamento, no Rio, Anderson Tomazini fala da rotina com a família - Cadu Pilotto
Em seu apartamento, no Rio, Anderson Tomazini fala da rotina com a família - Cadu Pilotto

O ator Anderson Tomazini (31) estava solteiro havia seis anos. “E eu espalhava pra todo mundo que eu precisava namorar, sossegar, ficar quieto. Estava na hora. E, por acaso, uma amiga em comum nos apresentou em uma festa”, contou ele, lembrando como conheceu a advogada Maria Fernanda Ximenes (30). Foram dois meses flertando. “Ela fez jogo duro. Primeiro, foi um longo flerte, depois, leva para jantar, todo aquele repertório de possibilidades para convencê-la a namorar comigo. Porque realmente quem quis a relação fui eu. Eu dizia ‘a gente tem que namorar’ e ela dizia ‘calma’. Mas depois ela se rendeu”, confessou ele. Em março de 2018, começou, então, o namoro oficial. Pouco tempo depois, já conversavam sobre casamento, mas os planos foram antecipados com a notícia de que Lucas viria ao mundo. “Foi um susto. Estávamos viajando para celebrar o aniversário de Maria Fernanda na Disney. No meio da viagem, ela começou a passar mal. E eu achando que era por conta dos brinquedos. Até que ela me disse que estava atrasada e compramos um teste de farmácia ainda lá nos Estados Unidos. Foi o presente de aniversário”, disse o galã Anderson. 

Assim que retornaram ao Brasil, começaram a decidir o que fazer. “Queríamos correr e casar logo, mas decidimos focar no nascimento dele. Primeiro, fomos procurar casa para alugar, mas meu pai nos deu este apartamento de presente”, contou o ator, que se dividiu entre os planos de ser papai pela primeira vez e uma peça de teatro que ensaiava na época.

Começaram então os projetos de reforma da casa. Maria Fernanda também começou a se organizar para o período de licença-maternidade em seu escritório. “Foi uma gravidez bem tranquila. Tirando aquelas coisas que toda grávida tem, como sono, foi tranquilo. Tive muitos desejos, mas Anderson não realizou nenhum”, brincou ela. “Imagina! Ela não toma refrigerante. Mas um dia me fez sair às 2h da madrugada para comprar. Só que ela também queria uma pamonha que minha família fez em um visita nossa lá em Brasília. Como eu ia arrumar na hora a pamonha de Brasília?”, divertiu -se ele com as memórias.

Anderson tem um filho mais velho, mas nunca foi casado com a mãe de Caio (4). “Não vivi o 'Eu queria namorar. Estava na hora.' (Anderson) período gestacional como dessa vez. Agora, acompanhei tudo e até peguei muita coisa dela. Fiquei ‘grávido’ também. Não como doces e comia, me entreguei.

Lucas chegou ao mundo após uma saga. A mamãe queria muito parto normal e a previsão era nascer em janeiro deste ano, mas, no mês anterior, quando os dois haviam voltado de uma feijoada, a bolsa estourou. “Eu tinha bebido e comido muito. Estava tirando aquela sonequinha, quando fui surpreendido”, disse Anderson. “Foram 12 horas tentando induzir o parto normal, até que chegou uma hora que a médica disse ser melhor optar pela cesárea”, completou Maria Fernanda. Lucas chegou ao mundo com 4 quilos e 51 cm e Anderson permaneceu o tempo todo dentro da sala de parto. “Mas não me deixaram ficar olhando. Fiquei do lado de Maria Fernanda. E não consegui cortar o cordão umbilical. Fiquei com medo de machucar meu filho”, confessou.

No primeiro mês, Maria Fernanda, mãe de primeira viagem, ficou um pouco assustada. “Anderson não entendia bem, mas eu ficava sentada, parada, olhando se ele estava respirando. Ficava preocupada com todas as seguranças... meio neurótica mesmo. Hoje em dia está tudo bem tranquilo, embora cada dia seja uma nova descoberta”, disse a advogada, que agora enfrenta a fase de cólicas e refluxo e está conseguindo amamentar, o que ela espera manter durante o primeiro ano do herdeiro. “Mas agora a gente já sente falta de quando ele dormia a noite inteira. A coisa mais linda, dormindo e babando”, brincou Anderson.

Com um bebê em casa, o casal também tem se organizado para manter os momentos a dois. “Agora tudo tem que ser com as bênçãos do Lucas. Ele tem que autorizar. Estabelecemos um dia na semana, quinta-feira, para termos nosso momento. Mas a verdade é que dispensamos muita energia com a chegada de um bebê e acabamos deixando um pouco de lado esta parte adulta, o romance do casal. Por isso, pensamos em um dia para ficarmos mais juntos, independente do momento e do que está acontecendo”, contou. “E embora muita gente fale o contrário, no nosso caso, o Lucas veio para nos unir mais. Quando você não tem filhos, até uma briga é mais intensa. Com filho, você não tem tempo a perder”, completou Maria Fernanda.

Os planos de casamento foram adiados, mas não abandonados. “Já está decidido que vamos casar assim que pudermos. Mas discordamos da forma. Eu queria festão. Anderson é mais simples”, contou a advogada. “Eu prefiro ir para a fazenda com, no máximo, 50 pessoas”, disse o ator, que tem procurado espetáculos para montar. “Estou muito voltado para o teatro. Fui muito bem recebido pelo público na última peça. Quero fazer mais. Estou com dois projetos em andamento”, anunciou.