revista AFI Awards

Premiação mescla informalidade e elegância

Estrelas se reúnem no AFI Awards e exaltam amizades dentro e fora das telonas

Revista CARAS Publicado quinta 23 janeiro, 2020

Estrelas se reúnem no AFI Awards e exaltam amizades dentro e fora das telonas
Janet Mock, Laura Dern e Awkwafina em cerimônia de gala - Jon Kopaloff/Filmmagic e Michael Kovac/Getty Images


A criatividade fashion das estrelas de Hollywood segue aflorada, afinal, é tempo de premiações e os olhares e flashes seguem voltados aos red carpets. Prova disso foi o desfile de tendências que a 20ª edição do AFI Awards, láurea concedida pelo American Film Institute, apresentou em sua cerimônia de gala, em Los Angeles. De longe, o destaque ficou para os looks confeccionados em cetim, considerado uma das trends da temporada. O visual foi opção de Greta Gerwig (36), Phoebe Waller-Bridge (34), Janet Mock (36) e do excêntrico Billy Porter (50), ator que vem se firmando cada vez mais como um ícone de estilo. “A visibilidade é a única coisa que cria mudança. Quando a gente é visível, a gente tem o poder de criar empatia pelo jeito que contamos uma história. Eu sei que ser negro e abertamente gay nesta posição e falando sobre isto é a mudança”, declarou ele, que surgiu em vestido lilás. “Quando a carreira começou a me colocar nos tapetes vermelhos das grandes estreias e das premiações, ficava muito estressada com o fato de ter que escolher a roupa ideal para a ocasião. Sou o tipo de mulher que, em casa, está sempre de pijama, mas com o tempo me acostumei com os holofotes e percebi que posso estar elegante sem deixar minhas preferências de lado”, disse Phoebe, em conjunto de terno e calça de alfaiataria. O mesmo estilo foi seguido por Awkwafina (31), em despojado conjunto amarelo e com make básica. “Gosto de fazer minha maquiagem. Sempre vejo vídeos na internet com dicas para garotas de origem asiática porque é difícil fazer os olhos. Acho que estou me saindo bem!”, apontou a atriz de origem chinesa.

Sem grandes revelações, afinal, a lista dos filmes premiados já havia sido divulgada em dezembro, a noite consagrou os 10 melhores filmes e os 10 melhores programas de TV de 2019. Entre os destaques da lista, o longa 1917, dirigido por Sam Mendes (54), Era Uma Vez... em Hollywood, estrelado pelos galãs Leonardo DiCaprio (45) e Brad Pitt (56) e com direção de Quentin Tarantino (56), além de História De Um Casamento, com as atrizes Scarlett Johansson (35) e Laura Dern (52) no elenco. “A primeira vez que li o roteiro do filme chorei por meia hora! Não foi só emoção por ler a história, mas a perfeição do roteiro. Acredito que todos nós conhecemos a dor de amar alguém e acabar se machucando”, frisou Laura, comentando o enredo da produção e a bordo de um simpático modelito de poá.

O clima de descontração da gala era evidente. Astros e estrelas circulavam de mesa em mesa para conversar com os colegas, dar boas risadas e brindar à amizade. O elenco de Entre Facas e Segredos — um dos longas premiados na noite —, estava entre os mais animados. “É sempre bom estar com pessoas tão queridas e talentosas. A vida é corrida e nem sempre podemos nos encontrar”, falou Jamie Lee Curtis (61), que atua no longa ao lado de Ana de Armas (31), Don Johnson (70) e Noah Segan (36).

A informalidade do dia também refletiu no estilo dos homens. Não menos elegantes que as mulheres, eles dispensaram a clássica gravata e investiram no terno com camisa. “Às vezes, é bom ter movimento e não ficar com o pescoço preso à gravata!”, brincou o jovem Dean-Charles Chapman (22), de 1917. Já entre as estrelas, o toque despojado ficou por conta das calças, sapatos de salto baixo e dos acessórios leves e delicados. “Tenho 88 anos e sei que não posso usar decotes, fendas e roupas que marquem as curvas que já nem tenho mais, mas nem por isso deixo de ser sexy e minha idade não me impede de fazer o que quero”, destacou Rita Moreno, em look alfaitaria.

Último acesso: 11 Jul 2020 - 17:12:48 (341052).