Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Mil é mais do que um número, por enquanto é um recorde...

Edgardo Martolio Publicado em 02/01/2013, às 20h29 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
- - -
- - -

Mil possui três letras. Mas MIL EDIÇÕES têm muito mais letras, imagens, esforços e um sem-fim de emoções que vão muito além do editorial.

Não são estatísticas exatas, mas elas nos aproximam de uma realidade que nos orgulha: nestes quase 20 anos, exatas mil semanas, 7 mil dias, 168 mil horas e 10.080.000 segundos, todos nós vivemos ‘de, por e para as celebridades e os leitores’. Aliás, se bem que nesta edição reeditamos a primeira foto publicada dos mil famosos mais famosos do Brasil, a verdade é que ao longo deste período já publicamos mais de 5 mil pessoas de destaque no País e no mundo.

Mil possui uma única vogal, mas que serve para unir suas duas consonantes. Se uníssemos todas as capas impressas neste tempo (mais de 345 milhões de exemplares) pela sua altura, uma enfileirada atrás da outra, daria um total de 10.535.601,275 quilômetros. Ou seja, nossa galeria de capas daria 43 voltas ao mundo...

Não importa que esteja em destaque em nossos FOCOS desta edição, vamos repeti-lo porque é fato: daquela tiragem total vendemos 84,2% (nosso encalhe, de 15,8%, é outro recorde brasileiro). Isso significa que entregamos mais de 290 milhões de revistas, com uma audiência média de 11 leitores por exemplar, o que equivaleria dizer, arbitrariamente, que metade da população mundial, ou mais de 3 bilhões de pessoas, nos leu.

Mil, se escrito numericamente, possui três zeros. Mas muito mais zeros têm os outros números que envolvem nossa história repleta de recordes. Mil edições significa que fechamos 150 mil páginas de CARAS; fizemos 40 mil títulos; publicamos 60 mil anúncios e mais de 400 mil fotografias.

Os números de CARAS, em sua maioria, constituem um recorde nacional, mas esta edição é recorde no mundo ocidental. Nunca ninguém fez, numa revista semanal de grande tiragem, uma edição com 1.000 páginas. É quase um recorde mundial (uma publicação japonesa veiculou anos atrás um exemplar com mais de mil páginas).

Mil possui uma magia que quase nenhum outro número tem. Como mágicas são as mil pessoas que participam de forma direta do processo que a cada semana permite que você leia seu exemplar. Editores, jornalistas, fotógrafos, desenhistas, funcionários administrativos, arquivistas, recepcionistas, impressores, encadernadores, carregadores, transportadores, telefonistas, distribuidores, secretárias, assistentes, executivos de vendas, jornaleiros, entregadores, publicitários, marqueteiros, campeões de logística, produtores de eventos, retocadores de prepress e muitos mais...

Claro que os leitores são infinitamente mais e sem eles nada faria sentido, mas todos esses gestores que se alimentam da adrenalina produzida pela correria que semanalmente vivemos na editora, na gráfica, na distribuidora, especialmente naqueles dias-chave, como as segundas-feiras, quando fechamos o último caderno, o quente, e a capa, são ‘exemplares’ únicos. Como este que está em suas mãos.

Mil vezes obrigado a todos.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!