Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Revista / Veja Também

Mario Frias e a paz de Juliana

Uma história com final feliz

Redação Publicado em 07/06/2010, às 17h25 - Atualizado em 11/06/2010, às 14h36

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Na Ilha de CARAS, o ator, de férias após Bela, A Feia, da Record, conta que adora fazer os mesmos programas que Juliana, com quem está casado há dois anos. - Renato Velasco / Renato M. Velasco Com e Fotog.
Na Ilha de CARAS, o ator, de férias após Bela, A Feia, da Record, conta que adora fazer os mesmos programas que Juliana, com quem está casado há dois anos. - Renato Velasco / Renato M. Velasco Com e Fotog.
Casado há dois anos com a professora de educação física Juliana Camatti (27), pai de Miguel (5), com Nívea Stelmann (36), e contratado da Record até 2014, Mario Frias (38) admite que finalmente encontrou o que tanto procurava na vida: tranquilidade e estabilidade. "Já fiz muito sucesso, ganhava cachês de 60 mil reais por um trabalho, era assediado, podia ter várias namoradas, carros, amigos. Tudo isso é efêmero. Mais difícil do que dormir com diversas mulheres é cuidar do amor de uma só", explica, na Ilha de CARAS. Após perder a irmã Patricia em 2008, ganhar 15 quilos e entrar em depressão, o ator conta que o apoio de Juliana foi fundamental para sua recuperação. "Sempre fui atleta e quando ela começou a dar aula, me incentivou. Aos poucos, minha autoestima voltou", lembra ele, que enche amada de elogios. "Ju acrescentou demais à minha vida. Me ajudou a erguer tijolos e realizar sonhos", desmancha-se, endossado por ela. "A gente briga, claro, mas o amor está acima de tudo. Plantamos a felicidade diariamente" , ensina Juliana. -Vocês pensam em filhos? Juliana - Há dois anos que Miguelzinho pede um irmão. Vontade há, estamos com planos para o fim do ano, mas temos muito que realizar ainda. Somos racionais. Mario - Não queremos que Miguel perca o quartinho dele, por isso vou comprar um apartamento maior. O bebê vem para completar, não para tirar o espaço de ninguém. Miguel não mora com a gente e quero respeitá-lo. - Vocês mantêm uma relação harmoniosa com Nívea. Foi difícil chegar a esse entrosamento? Juliana - Foi gradativo. Quando um casal se separa, existem dores. Conheci Mario apenas três meses após o fim do casamento. O ponto principal é o Miguel, ele chegava lá em casa e perguntava se eu achava a mãe dele bonita, se conhecia seus avós... E a gente sempre quis que ele ficasse à vontade tanto com a gente quanto com Nívea. Mesmo com o término, o amor que todos sentem por ele é imenso. E desse sentimento surgiu a amizade. Hoje em dia, nos abraçamos para festejar e para chorar. Mario - A ideia sempre foi uma família grande. As duas são mulheres bem-resolvidas. - Ju, foi fácil lidar com tudo? - Fiquei insegura. Sou catarinense de Criciúma, mas desde que coloquei o pé no Rio não me arrependo de nada. Fiquei perdida, no início vivia a vida do Mario, não queria causar problemas para ele. Havia uma criança pequena. Troquei fralda, embalei e acabei ganhando um filho. Quando vier o meu, vou estar mais tranquila. Mario - Tenho 15 anos de carreira, sou estável financeiramente. Ela foi essencial e hoje se dá ao luxo de trabalhar com o que gosta. Mas eu também brigo. Começou a trabalhar muito, digo: Ju, volta para casa. - Você entende bem a vida de Mario como ator? - Ele sempre me levou ao seu trabalho, viagens e gravações externas. As pessoas passaram a falar comigo para chegar ao Mario. Ele nunca me deixou na dúvida, é uma segurança grande. Entrei na vida dele e até hoje estou no mesmo lugar. Não temos isso de que cada um faz seus programas. Vou para a casa dos amigos dele assim como ele vai comigo às festas da faculdade. A gente dança, ri. Estando eu e ele, tudo bem. - O grude é por ciúme? Juliana - Não vou mentir, dizer que não sinto. Tem gente que não respeita. Sou ciumenta, mas ficar junto por possessividade esgota. Mario - Eu pedi a ela que não desse aulas para homens. Vestir um short e ficar na frente deles com esse corpão todo... realmente, nem pensar. O que gostam de fazer? Mario - Sair de casa e ir a um quarto de hotel falar besteira, comer chocolate e ver TV. Em casa existem ordens e o hotel tira a responsabilidade. - Projetos profissionais? Mario - Faço trabalhos pelo Brasil e foi isso que me manteve quando estava sem contrato. Terminei a novela e já tenho planos, mas não posso revelar ainda.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!