Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Revista / Agora é Moda

LINDA EVANGELISTA

Deck piscina

by Roseli Müller Publicado em 24/12/2008, às 18h53

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
A camaleônica top canadense Linda Evangelista (43) chegou à Ilha de CARAS, em 1998, exibindo um visual natural. Conhecida por mudar a cor dos cabelos com a mesma velocidade que os estilistas buscam novas tendências para a moda, ela desembarcou em Angra dos Reis com as madeixas em castanho claro, que jura ser o seu tom original. E foi assim, despida de qualquer resquício do universo fashion, que a modelo contou que sua famosa frase - "não me levanto da cama por menos de 10000 dólares" - foi apenas uma brincadeira que tomou proporções e significados exagerados. Responsável pelo deck da piscina, a arquiteta Roseli Müller (48) buscou explorar esta faceta camaleônica da modelo. E brincou com as estampas de um jeito parecido com o que a própria Linda Evangelista se diverte com o cabelo. "Em torno da piscina usei azul e branco, uma combinação de cor eterna, que está sempre em alta. Um outro motivo é porque esses tons combinam muito com mar e ambientes praianos. Tem a ver com Angra e este paraíso aqui", contou Roseli, que usou chaises, futons e muitas almofadas, além de luminárias em ferro e alumínio de 1m90 de altura pintadas nas mesmas cores. Já na outra metade do deck, as mesmas luminárias ganharam outra estampa que nunca sai de moda, a de onça. Sobre os futons, com o mesmo tecido selvagem, almofadas floridas quebram a monotonia. "Eu gosto de misturar objetos que parecem não ter nada a ver um com o outro", explicou Roseli, que brincou ainda com as proporções, usando móveis grandes e pequenos no mesmo ambiente. Em outro canto do deck, destaca-se o biombo cravejado de fotos da modelo em diferentes fases de sua carreira. "É como se fosse o lugar onde ela troca de roupa após tomar um banho de mar ou piscina para depois se jogar nos futons", contou Roseli, que define o seu estilo como contemporâneo tendendo para o clássico. "Não gosto de excesso, mas o clean demais me deprime. Procuro dosar bem as coisas. Claro que tudo depende da finalidade do ambiente, mas em geral, o meu estilo é um meio termo, um equilíbrio", completou ela.