Liberdade impulsiona Luciana Liviero

quinta 5 dezembro, 2019
Em seu apartamento, em SP, Luciana Liviero fala da transição da TV para a internet
Em seu apartamento, em SP, Luciana Liviero fala da transição da TV para a internet Martin Gurfein


Jornalista abre seu lar e exalta independência pessoal e profissional

A liberdade, sem dúvida, é o bem mais precioso de Luciana Liviero (49). Dona de consolidada carreira no telejornalismo — são 25 anos de dedicação às notícias —, a brasiliense não teve medo de deixar as bancadas e os holofotes para ir em busca de uma vida mais independente e autônoma. “Seria fácil eu ficar acomodada. Eu acredito que existem milhões de formas de ser feliz e quis experimentar isso. A vida é uma só e fazer a mesma coisa a vida inteira pode ser muito chato!”, disparou ela, que pondera: “Não que eu não gostasse do que fazia, sempre gostei e ainda gosto”, ressalta a jornalista, em seu apartamento paulistano.

A mudança de ares veio com um novo desafio, o universo digital. Hoje, Luciana volta seus esforços para seu canal virtual, no qual mescla entretenimento e jornalismo. “Quando saí da TV, em 2013, pensei em me tornar guia turística, pois gosto muito de viajar, mas percebi que não era a melhor das ideias. Percebi que eu sentia falta do hard news, das notícias... então surgiu o quadro A Indignada, entro ao vivo na internet e comento assuntos importantes que estão acontecendo na semana”, explica ela, que ainda se orgulha do quadro Fundo do Baú. “Aproveito o relacionamento que criei ao longo desses anos na TV para mostrar ao público um lado desconhecido das personalidades”, diz.

Antes de o canal se consolidar, Luciana pensou em colocar em prática outra grande paixão, as flores. “Um dos meus possíveis projetos era abrir uma floricultura. A natureza é um bem maravilhoso e, apesar de eu não ser religiosa, é a prova de que Deus existe”, fala a virginiana, enquanto cuida de suas plantas.

Sua independência não se limita ao profissional. Na vida pessoal, ela também não abre mão da liberdade. “Estou solteira, mas aberta para um relacionamento, no entanto, é preciso que seja algo muito bacana e tem de me fazer mais feliz do que já sou... e não é fácil!”, diverte-se ela, com leveza no olhar.

– O que motivou a sair da TV?

– Saí movida pelo otimismo. Vejo amigos que trabalham horas e horas por dia e são infelizes. Já aprendi que minha felicidade não está na fama, no dinheiro ou no carrão. É clichê, mas vida é uma só e a gente tem que aproveitar. Tive coragem, otimismo e a vantagem de não ter tido filhos e dos meus pais não dependerem de mim, sou solo, o que facilita muito.

– Sentiu diferença nessa transição da TV para a internet?

– No que eu faço, não, porque é sentar e falar, mas hoje tenho mais espaço para comentar e expor minha opinião. Precisei me adaptar a fazer tudo sozinha: iluminação, cenário, roupa, microfone... Além disso, passei a ser a dona do meu negócio e empreender ainda é uma dificuldade minha. Hoje, o canal já se consolidou e estou em busca de parceiros, patrocínios. É um negócio promissor.

– Qual a grande lição que aprendeu com o Jornalismo?

– Aprendi qual a minha missão, que é informar as pessoas, trazer a verdade e esclarecer. Isso me deu credibilidade e a credibilidade é o maior patrimônio que construí ao longo dos anos.

– Fama não é preocupação...

– Sou tímida e, por ser jornalista, sou observadora. A fama inverte isso, eu passava a ser observada e isso me constrangia. Tem o lado bom, você ganha presentes, fica nas melhores mesas, é bem recebida, mas tem a desvantagem de ser o centro das atenções. É incrível que saí da TV há seis anos e as pessoas ainda vinculam minha imagem e minha voz à TV.

– Pensando em seu quadro, o que te deixa indignada?

– Desonestidade, corrupção, falta de empatia das pessoas e falta do exercício de se colocar no lugar do outro. Fico verdadeiramente indignada no vídeo, porque sou espontânea, tanto para o bem, quanto para o mal, isso é coisa de família italiana!

– Você é uma mulher independente. Já sofreu com cobranças?

– Não, porque a família sempre percebeu que eu prezo pela liberdade. Já fui casada por quatro anos, mas não quis filhos na época. Tenho a curiosidade de saber sobre este amor de mãe, de como é uma gravidez, mas não aconteceu. E está tudo bem!

– É encanada com a idade?

– A batalha contra a idade é inglória, nunca venceremos. Vivo uma boa vida e isso me dá tranquilidade de olhar para trás e ver quantas coisas boas eu já fiz.

por Tamara Gaspar
Atualizado quinta 5 dezembro, 2019 (337232)

Mais conteúdo sobre:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  1. 1 Musa fez relato impressionante com detalhes íntimos para os fãs; Confira! Geisy Arruda choca ao falar sobre suas primeiras relações
  2. 2 Grazi e Rômulo se emocionam ao gravar últimas cenas da trama
  3. 3 Tiago Leifert mostra sua companhia para espionar brothers
  4. 4 Xuxa Meneghel faz bela declaração para a filha Sasha
  5. 5 Léo Chaves surge em clique raríssimo com os três filhos