Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Leonardo abre sua fazenda e mostra seu filho Pedro recuperado

Com o pai, Leonardo, e irmãos, Pedro Leonardo se prepara para nova cirurgia

Redação Publicado em 31/01/2013, às 11h18 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Na sua fazenda, Leonardo recebe os filhos Pedro, João Guilherme, Matheus, José Felipe e Jéssica. - Marco Pinto
Na sua fazenda, Leonardo recebe os filhos Pedro, João Guilherme, Matheus, José Felipe e Jéssica. - Marco Pinto

Na família do ídolo sertanejo Leonardo (49), o nascimento de um filho sempre foi motivo de festa. O que dizer então do “renascimento” do primogênito, Pedro Leonardo (25)? E para registrar as primeiras férias escolares sem preocupações, após o grave acidente de carro que o jovem cantor sofreu em abril passado, a família recebeu CARAS na bela fazenda Talismã, uma propriedade de mais de 7000 hectares no noroeste de Goiás, onde os artistas criam gado e cultivam soja. “Há 20 anos, esse é um lugar muito especial, onde meus filhos, os filhos dos meus amigos e, agora, a minha primeira neta passam sempre os meses de julho e janeiro. Gostaria que nunca fosse vendido, mesmo depois de eu morrer. Quero que os filhos dos meus netos perpetuem essa tradição”, conta Leonardo, cercado pelo carinho da prole. Ele é pai ainda de Isabella (21), Jéssica (18), Matheus (15) e João Guilherme (10) de quatro relações anteriores diferentes, e de José Felipe (14), com a jornalista Poliana Rocha (34), sua mulher há 15 anos. “Os meninos são meu ouro”, resume ele.

Entre muitas risadas, cantorias e piadas, pai e filho falaram das lições que tiraram dos 81 dias de internação, sendo 30 em coma natural, o que na época causou comoção nacional, gerando uma corrente de orações dos fãs, o movimento “Acorda Pedro”. “Engraçado. Eu nunca tinha terminado um show e pegado a estrada sozinho. Foi uma vez para nunca mais. Acho bom, pois não lembro de absolutamente nada. Comecei a tomar consciência do que tinha acontecido quando já estava na reabilitação. Não lembro nem do momento em que voltei do coma. Os médicos dizem que é uma defesa, mas eu acho que é porque Deus é pai, não é padrasto”, acredita Pedro.

O rapagão de 1,87m e 100kg está em excelente forma. Tanto que nesta semana recebeu a liberação da equipe médica do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, coordenada pelo médico Roberto Kalil Filho (52), para se submeter a uma cirurgia para sutura de um tendão no ombro esquerdo, que vai possibilitar a recuperação total dos movimentos. A intervenção, segundo Kalil, já estava prevista e os riscos oferecidos são baixos. “Me considero 98% recuperado. Minha voz está a cada dia melhor e a musicoterapia tem me ajudado demais. Estou pegando firme na esteira, no mínimo uma hora. Hoje andei 8km”, conta, sorridente. Cada conquista, como montar a cavalo, andar de jet ski ou nadar é saboreada, mas nada se compara ao prazer de brincar com Maria Sophia (1 ano e nove meses), sua filha única com a arquiteta Thais Gebelein (29). “Minha filha é fantástica da hora que acorda até a hora que dorme. Adoro ver programas educativos com ela. Quero que ela seja uma boa pensadora”, derrete-se o jovem cantor, que planeja mais dois filhos.

Thais lembra que eles não tiveram uma lua de mel e sonha com um tempo a dois. “Tenho muita vontade de viajar com ele, comemorar e descansar um pouco a cabeça. Depois que tudo passar mesmo, acabar totalmente a reabilitação, ele voltar aos palcos e retomarmos a nossa vida normal. E sei que uma das maiores vontades do Pedro é voltar aos palcos. Acho que isso vai dar outro gás para ele e muito mais força”comenta Thais, que era amiga do cantor antes de iniciar o relacionamento, que já dura três anos.

Pedro planeja entrar em estúdio com o parceiro de dupla e primo Thiago (28), filho do saudoso tio Leandro (1961-1998), após o carnaval. “Vamos celebrar 10 anos de carreira com um novo disco. Já temos shows agendados em todos os Estados”, vibra. O show que marcará a retomada da carreira deve contar com participações de vários irmãos e, claro, do pai. Até lá, a ordem é curtir a vida na deliciosa propriedade do clã, cuja sede nunca para, com turmas de funcionários se revezando 24h. “Aqui na fazenda não tem horário. E sou o chefe dos dois turnos”, brinca Leonardo, com o inseparável violão.