Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Revista / Agora é Moda

JEAN CLAUDE VAN DAMME

Varanda/ Restaurante

by Paula Neder e Alexandre Publicado em 24/12/2008, às 15h29

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Astro de filmes como Street Fighter e Desafio Mortal, Jean-Claude Van Damme (48) chegou à Ilha de CARAS, em 1998, de peito aberto. Capa da edição 221, ele falou sobre seus divórcios, até hoje foram quatro. E confirmou, sem pudores, que apesar da imagem saudável que passava para os fãs, já havia feito uso de drogas. Contou ainda na entrevista como se livrou do vício. O desafio da dupla Paula Neder (46) e Alexandre Monteiro (37) foi traduzir o estilo do ator belga, apelidado de 'Os Músculos de Bruxelas', cidade onde nasceu, na ambientação da varanda/restaurante. "Escolhemos o filme O Grande Dragão, um dos maiores sucessos de Van Damme no cinema, e fizemos todo o projeto em cima disso", explicou Paula. Os arcos brancos que separam a varanda do deck foram a tela perfeita para dar vida ao dragão propriamente dito, desenhado na parede com tinta prateada. Já o fogo que o mitológico animal solta pela boca coloriu o resto do ambiente. Paula e Alexandre usaram mesas de diferentes formatos e tamanhos, totalizando 74 lugares, e cobriram tudo com tecidos em cinco tons de laranja e vermelho. "Aqui dá para brincar bastante com os móveis, juntando as mesas para grandes grupos ou afastando-as para pequenos jantares", explicou a arquiteta. Dois grandes espelhos de 1m50 por 2m10, apoiados na parede de fundo, refletem o mar para os convidados. A dupla espalhou ainda alguns bancos pelas laterais do espaço, aparadores de apoio e completou com vasos pretos, que lembram objetos orientais - O Grande Dragão Branco se passa em Hong Kong -, além de arranjos de lírios laranja, amarilis e espadas de São Jorge. "Também colocamos luminárias de pé e iluminação indireta para criar um clima aconchegante. Esta foi a nossa terceira participação na Ilha e buscamos, além da beleza, a funcionalidade. De nada adianta um restaurante que não comporte o grande número de convidados que desfrutam deste paraíso. Estudamos bem as medidas do espaço para conseguir encaixar o maior número de mesas sem abrir mão do conforto", comentou Paula.