revista Luta

Força e fé que inspiram Valéria Baraccat Gyy

Fundadora do Instituto Arte de Viver Bem, ela abre seu lar e narra batalhas a favor da vida

Tamara Gaspar Publicado quinta 24 outubro, 2019

Fundadora do Instituto Arte de Viver Bem, ela abre seu lar e narra batalhas a favor da vida
Em seu apartamento, em SP, Valéria fala da luta contra o 3° câncer de mama - Paulo Santos

Ao longo de 15 anos, foram 16 cirurgias e três diagnósticos de câncer de mama. Incontáveis sessões de quimioterapia e radioterapia, somadas aos dolorosos efeitos colaterais. Se, por um lado, os números impressionam, por outro, foram uma motivação para Valéria Baraccat Gyy (59) seguir sua incansável batalha pela vida. O segredo? “Fé em Deus! Não falo sobre religião, pois cada um tem a sua, mas o Deus é único e está provado cientificamente que as orações aumentam a imunidade e a pessoa enfrenta melhor o tratamento”, diz a fundadora do Instituto Arte de Viver Bem, em seu lar doce lar, em SP.

A jornalista — que acaba de passar pela última de radio —, garante que esta foi a mais difícil das lutas. “O tratamento foi mais pesado, já que havia hipótese de metástase. A pior parte ao longo desses anos é a discriminação no mercado de trabalho. O pior câncer não é o que atinge a carne, mas o que fere a alma”, dispara ela, que fundou o instituto em 2009 com o objetivo de ajudar mulheres que passam pelo mesmo problema. “Falta muita informação e as mulheres de classe baixa ficam à deriva. Todos se preocupam em fazer algo no Outubro Rosa, mas e os outros meses do ano? O instituto trabalha o ano inteiro”, orgulha-se ela, dando exemplo de perseverança e auto-estima. “Quando passo a minha vivência, sei que inspiro muita gente”, completa.

Tricampeã na luta contra o câncer de mama, ela compara a doença ao futebol. “O paciente é o capitão. Amigos e familiares compõem o time e os médicos são a equipe técnica do jogo pela vida”, resume ela.

Último acesso: 03 Jun 2020 - 15:15:20 (332870).