Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

A emoção de Carlinhos de Jesus

Quase um ano depois de perder filho, Carlinhos de Jesus chora no casamento de Tainah

Redação Publicado em 30/10/2012, às 12h51 - Atualizado em 17/03/2020, às 14h21

Com os olhos marejados, o dançarino conduz a filha ao altar da igreja N.S. da Urca. - Renato Velasco
Com os olhos marejados, o dançarino conduz a filha ao altar da igreja N.S. da Urca. - Renato Velasco

Quase um ano após passar pela tragédia e o sofrimento de perder o filho Eduardo Mendes de Jesus, assassinado em 19 de novembro de 2011, o dançarino e coreógrafo Carlinhos de Jesus (59) vivenciou ao lado da mulher, a médica Rachel de Jesus (59), um dos momentos mais emocionantes de sua vida. Em estado de graça, ele casou a caçula, a publicitária Tainah de Jesus (27), com Guilherme Ginane (32), que tem a mesma profissão, em comovente cerimônia na Igreja Nossa Senhora do Brasil, na Urca, Rio. “Quis a vida que eu passasse por alegrias e tristezas. As saudades do Dudu não vão acabar nunca, mas hoje só há espaço para felicidade, o meu tesouro está se casando. Passei o ano todo programando este dia e não consegui parar de chorar durante a missa. Na verdade, nem tentei segurar as lágrimas. Tainah é uma filha maravilhosa, generosa e companheira, merece tudo que há de melhor”, disse Carlinhos, com os olhos marejados, abraçando os noivos. “Guilherme não é meu genro, é um filho. Agradeço muito a Deus por esta família que, se Ele quiser, vai crescer ainda mais”, completou o dançarino, sem esconder o desejo de ganhar o segundo neto, já é avô de Ruan (8), do primogênito. “Foi o Dudu quem organizou meu noivado junto com o Gui, sem eu saber de nada. E também foi ele quem nos deu a bênção, porque meu pai estava viajando. Me lembro que meu irmão disse palavras lindas, inesquecíveis. Onde ele estiver, com certeza, está muito feliz, porque sonhava tanto quanto eu com esse casamento”, declarou Tainah.

Juntos há quatro anos, os noivos se conheceram no trabalho e logo engataram um romance. “Sempre tivemos uma sintonia incrível. A mistura perfeita entre amor e paixão. Foi aquela velha história: nos conhecemos e aí, larari, lariri... não nos desgrudamos mais”, brincou a noiva, citando a canção Se eu Soubesse, de Chico Buarque (68). “Nosso namoro foi embalado pelas músicas dele”, acrescentou. Como era um sonho de menina, Tainah fez questão de uma cerimônia bem tradicional. Com um vestido de renda romântico acompanhado de uma cauda longa, criações da estilista Marie Lafayette (30), ela não dispensou a clássica Marcha Nupcial para sua entrada. Mas em outros momentos, optou por clássicos da música brasileira, uma grande paixão de toda a família, entre eles Olha, de Erasmo (71) e Roberto Carlos (71) e, para a saída da Igreja, o chorinho Carinhoso, de Pixinguinha e Braguinha. “Todas as canções têm um sentido muito especial para nós. Olha, por exemplo, resume bem o que somos um para o outro: perfeitos!”, derreteu-se ela. Um dos convidados de honra de Carlinhos de Jesus, o escritor e pesquisador Sérgio Cabral (75), pai do governador fluminense, aprovou as escolhas. “Foi tudo lindo em cada detalhe, mas a seleção musical transformou-se um dos grandes destaques da cerimônia. Nota dez!”, elogiou Cabral, na companhia dos atores Antônio Pitanga (73), Rosamaria Murtinho (77) e Nathalia Dill (26) com o namorado, o músico Caio Sóh (33). A bailarina Ana Botafogo (55) não só compareceu com toda a família e o namorado, Edson Pinto (50), como protagonizou um momento especial da boda. Ela fez a leitura da epístola da Bíblia Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios em homenagem aos noivos. “É uma mensagem muito bonita e foi uma honra ter sido convidada pelo padre Antônio José de Moraes para participar. Eu e Carlinhos somos amigos há muitos anos, verdadeiros amigosirmãos. É como se nossas famílias fossem uma só”, disse, comovida.

Se na capela o sentimento predominante foi a emoção, o espírito festeiro e animado da família Jesus e dos amigos falou mais alto durante a recepção, no Iate Clube do Rio de Janeiro, também no bairro da Urca, para mais de 600 convidados. Depois de dançar a valsa com a filha e arrancar aplausos, Carlinhos subiu ao palco com o cantor Sérgio Picciani e duas mulatas. Animado, mostrou toda sua habilidade dando um verdadeiro show, dançando e até soltando a voz ao interpretar sambas da Mangueira. “Mais uma vez, estou subindo em um palco por você. Peço desculpas por todos os Natais, aniversários e outras comemorações em que não pude estar presente por causa do trabalho, mas tudo que fiz até hoje foi por você, pela sua mãe — Como viveria sem essa mulher? —, e pela nossa família. Obrigado por ser essa filhona companheira. Vou sentir muito a sua falta lá em casa, ainda bem que vocês vão morar pertinho”, discursou, dirigindo-se a Tainah, que caiu no samba com Guilherme. Os noivos passarão a lua de mel em Paris e Londres.