Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Alexandra Richter e suas lições para viver melhor

Alexandra Richter recebe abraço do marido, flores da filha e aplausos de Maria Padilha e Cissa Guimarães em noite teatral

Redação Publicado em 08/01/2013, às 16h37 - Atualizado em 17/03/2020, às 14h21

Após a encenação, Ronaldo Braga cobre de carinho a mulher e estrela da peça.Atriz, que interpreta uma palestrante que dá dicas para uma vida melhor na peça cômica, em cartaz até março, se emociona ao receber um buquê da herdeira, Maria Gabriela. - Ivan Faria
Após a encenação, Ronaldo Braga cobre de carinho a mulher e estrela da peça.Atriz, que interpreta uma palestrante que dá dicas para uma vida melhor na peça cômica, em cartaz até março, se emociona ao receber um buquê da herdeira, Maria Gabriela. - Ivan Faria

Tietada pelo marido, Ronaldo Braga (45), e a filha, Maria Gabriela (10), Alexandra Richter (45) estreou, no Rio, o monólogo Minimanual de Qualidade de Vida. Na comédia, em cartaz até 3 de março, a atriz interpreta uma palestrante que dá dicas de como viver melhor. Mas, fora dos palcos, ela tem sua fórmula personalizada para o bem-estar. “A melhor qualidade de vida é rir de nós mesmos e encarar o que vier com muito bom humor”, ensina Ale xandra, que, até setembro, interpretou a personagem Sônia na novela Cheias de Charme. Apesar de acostumada aos palcos, ela confessou um certo nervosismo na noite. “A estreia dá aquele frio na barriga, aquela adrenalina, mas acho que ficou tudo certo e as pessoas se divertiram”, disse.

Além da família, Alexandra foi prestigiada por Maria Padilha (52), no ar na trama global das 6, Lado a Lado, e por Cissa Guimarães (55), uma fã declarada da estrela do monólogo. “Tenho admiração pela Xandra não só como atriz, mas pela amiga e pessoa que é. Ela ‘joga nas onze’. Está atuando nessa comédia, mas já a vi fazer drama, é uma atriz de todas as nuances. E é muito generosa com todo mundo. Onde estiver, vou atrás”, elogia Cissa, que, inspirada pelo tema do espetáculo, deu sua “lição” de qualidade de vida. “A gente precisa fazer amigos, trabalhar no que gosta, ter fé, muita saúde, e acreditar no amor. Acho que é esse o meu minimanual”, afirma a atriz. No ar como a personagem Maitê, de Salve Jorge, Cissa contou ainda que, este ano, vai rodar um filme baseado na peça Doidas e Santas, sucesso que protagonizou por mais de dois anos nos palcos do Rio.