Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Revista / Agora é Moda

ALAIN DELON

Caramanchão/ Pérgula

by Christiane Laclau Publicado em 24/12/2008, às 15h02

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
ALAIN DELON O verão em Angra dos Reis será marcado por grandes estrelas. No céu e na terra. Em sua 15a edição, a Ilha de CARAS faz uma homenagem aos astros de todo o mundo que já estiveram no local e se encantaram com as belezas do litoral fluminense. São atores, cineastas, modelos, cantores e estilistas dos mais variados países que se transformaram em fonte de inspiração para o renomado time de arquitetos, decoradores e paisagistas que remodelou a Ilha para a temporada 2009. E, ao pisar no badalado point de Angra, o convidado será "recebido" por um dos maiores ícones do cinema, sinônimo de charme, elegância e beleza. O ator francês Alain Delon (73) é o tema do caramanchão e da pérgula, assinados por Christiane Laclau (48). "Nasci nos anos 60. Ou seja, cresci com o Delon como símbolo do homem mais bonito do mundo. Esta foi a primeira coisa que pensei quando soube que meu trabalho seria inspirado nele. Mas fiz uma extensa pesquisa com meu sócio, Rafael Borelli, coautor do projeto, e decidi usar duas referências estéticas distintas", disse ela. Para a pérgula, a arquiteta relembrou a nacionalidade do ator, que esteve na Ilha em 1994 com a família, a então mulher, Rosalie Van Breemen (43), e os filhos Anouchka (19) e Alain-Fabien (16). Azuis e tons de marrom, sempre bem claros para remeter à região de Saint- Tropez, pontuam em almofadas que se aninham sobre colchonetes off-white e surpreendem quem se aproxima. O tom pastel colore folhas de bananeira. "Ficou uma mistura de Saint-Tropez e Provence com Brasil", explicou Christiane. Já o caramanchão, ponto de encontro dos convidados, que usam o espaço para beber drinques e bater papo, ganhou ares orientais. Isso porque, aos 17 anos, Alain Delon se alistou na Marinha e serviu na Indochina. O bar foi forrado com cerâmicas Eliane (Porcellanato Ecostone Mocca) e ganhou um elegante lustre com placas de osso. Nas laterais, a arquiteta espalhou mesas de seis lugares. Todas foram adornadas com vasos recheados de bambus da felicidade, plantas típicas do Oriente, e pintadas de azulão. "Foi para combinar com os olhos dele", justificou ela. by Christiane Laclau