realeza Bondoso!

Príncipe Harry, o rebelde real, que conquistou o mundo pela vocação filantrópica

Príncipe Harry leva o legado de Princesa Diana e faz uso de sua influência para apoiar causas sociais

André Luiz Freitas Publicado quinta 16 setembro, 2021

Príncipe Harry leva o legado de Princesa Diana e faz uso de sua influência para apoiar causas sociais
Príncipe Harry herdou a vocação filantrópica de Diana - Foto/Getty Images

Henry Charles Albert David Mountbatten-Windsor, quinto na linha de sucessão ao trono britânico e mais conhecido como Príncipe Harry (37), não é fã dos holofotes, mas é considerado - por muitos - um dos maiores ativistas do mundo.

O que não é uma surpresa, principalmente por ser filho de Diana Frances Spencer, a eterna Princesa Diana (1961–1997), que conquistou o coração do mundo por seu carisma, bondade e vocação filantrópica.

Levando o nome de sua mãe em diante, o britânico assumiu responsabilidade na escola que sua mãe escolheu para ele, a renomeada Eton College - acompanhando também os passos de seu irmão mais velho, o Príncipe William (39).

O marido da atriz e Duquesa de SussexMeghan Markle (40) nem sempre foi conhecido por sua disciplina militar. Na verdade, ele costuma ser descrito como o rebelde real - e não é para menos, ele era conhecido por quebrar todos os protocolos reais e até mesmo sair nu em uma festa em Las Vegas, nos Estados Unidos. 

Mas essa não é a pauta, a intenção é intensificar como Harry vem levando o seu alcance para mudar "o mundo". Após ser listado como uma das pessoas mais influentes pela Times, o ruivo é um ativista militante por várias causas sociais, de caridade e claro, isso fala muito mais sobre ele e seu coração.

Em 2006, ele co-fundou uma instituição de caridade para apoiar órfãos que contraíram a AIDS no estado de Lesoto, na África Austral. Seu trabalho mais recente enfocou as necessidades dos veteranos do exército e pessoas com problemas de saúde mental.

Em 2014, ele foi até o Polo Norte e o Polo Sul com a instituição de caridade para veteranos, Walking With The Wounded, e fundou os Jogos Invictus, uma competição esportiva internacional para militares e mulheres feridos.

Um de seus primeiros grandes trabalhos foi a campanha Heads Together. A ação tinha e ainda tem como foco ressaltar a importância de zelar pela saúde mental.

No ano passado, Harry se uniu ao Príncipe William e à esposa, Kate Middleton (39), incrementaram a campanha e assumiram com a intenção de oferecer apoio e melhorar a saúde mental de diversas pessoas. E como parte desse esforço, os irmãos falaram abertamente pela primeira vez sobre a morte de sua mãe.

Um dos fatores que implementam o casamento de Harry e Meghan são as causas sociais. O casal, que nunca fez questão das tradições reais, incentivaram a solidariedade em seu casamento. Ao invés de presentes, eles pediram doações em seu casamento.

No início de 2021, fortes nevascas atingiram os Estados Unidos e o casal apoiaram uma das muitas instituições de caridade que foram afetas pelas tempestades. O casal assumiu a reforma e uma doação milionária a uma casa de apoio que tem o intuito de oferecer suporte a mulheres vítimas de violência doméstica.

Ainda recentemente, eles realizaram uma doação de aproximadamente R$ 588 mil para uma instituição chamada Feeding Britain, que procura acabar com a fome no Reino Unido.

Fotos: Getty Images

Último acesso: 18 Oct 2021 - 20:00:01 (399950).

Leia também

TV CARAS